IFE.ME 111

Informativo Eletrônico – Mobilidade Elétrica nº 111 – publicado em 21 de junho de 2022.

IFE: Informativo Eletrônico de Mobilidade Elétrica – GESEL-UFRJ <!–

l

IFE: nº 111 – 21 de junho de 2022
http://gesel.ie.ufrj.br/
gesel@gesel.ie.ufrj.br

Editor: Prof. Nivalde J. de Castro

Índice

Políticas Públicas e Regulatórias
1
Irlanda: Expansão da frota de ônibus elétricos
2 Reino Unido: Fim do subsídio para novos VEs

Inovação e Tecnologia
1 Reino Unido: York Hyperhubs servirão de modelo para infraestrutura de carregamento de VEs
2 Nunam e Audi: Baterias do E-tron terão segunda vida em tuk-tuks na Índia
3 AIMPLAS: Novo case de baterias leves para VEs
4 Vitesco: Novo motor elétrico síncrono para futuros sistemas de acionamento de VEs
5 Schaeffler: Novos eixos elétricos 4 em 1 para VEs
6 Siemens e WiTricity: Parceria visa o avanço no carregamento sem fio para VEs
7 Striemo e Honda: Desenvolvimento de scooter elétrica de 3 rodas
8 Basquevolt: Produção de baterias de estado sólido a partir de 2025
9 Foxconn: Construção de fábrica de baterias em Taiwan

10 Stellantis: Iniciados os testes de recarga por indução
11 Enovix: Desenvolvimento de baterias de recarga super-rápida

12 BMW: Testes com nova bateria de alto desempenho

Indústria Automobilística
1 Caoa Chery: Fábrica de Jacareí será centro de importação de híbridos
2 EUA: Montadoras pedem que Congresso aumente limite de VEs elegíveis para crédito fiscal
3 Ferrari: Metas e estratégias para eletrificação
4 BYD: Problemas na cadeia de suprimento atrasam entregas
5 Sony e Honda: Marca independente para fabricar VEs
6 Tesla: Panorama da produção de nova fábrica em Berlim

Meio Ambiente
1 ESG: Raízen inaugura primeiro eletroposto Shell Recharge no Brasil
2 ESG: Canada Post terá frota totalmente elétrica até 2040

Eventos e Estudos
1 Parque da Mobilidade Urbana: Evento destaca veículos, motos e scooters elétricas em SP
2 Artigo: “Como carros elétricos e automatizados afetarão o pós-venda automotivo”
3 Portugal: Fundação EDP promove programa de incentivo a eletromobilidade para instituições de cunho social


 

 

Políticas Públicas e Regulatórias

1 Irlanda: Expansão da frota de ônibus elétricos

A Autoridade Nacional de Transportes da Irlanda (NTA, na sigla em inglês) encomendou 120 ônibus elétricos de dois andares da Bamford Bus Company (comercializado como Wrightbus). Esses 120 ônibus fazem parte de um acordo-quadro que prevê a aquisição de até 800 ônibus elétricos a bateria de emissão zero por um período de cinco anos. Os ônibus – BEVs Streetdeck Electroliner – serão fabricados e montados nas instalações da Wrightbus em Galgorm, nos arredores de Ballymena, na Irlanda do Norte. O acordo-quadro agora em vigor entre a NTA e a Wrightbus tem potencial para ser a maior aquisição de ônibus na história do Estado. Estes serão os primeiros ônibus de dois andares elétricos a bateria a serem adicionados à frota nacional de ônibus na Irlanda. Esta encomenda inicial de 120 autocarros representa um investimento de cerca de 80,4 milhões de euros. (Green Car Congress – 15.06.2022)

<topo>

2 Reino Unido: Fim do subsídio para novos VEs

O governo britânico está encerrando seu programa de subsídios para carros elétricos com efeito imediato. A mudança repentina afeta apenas carros elétricos de passageiros. Os subsídios para vans elétricas, táxis elétricos e motos elétricas devem continuar. O governo já reduziu o programa várias vezes. Mais recentemente, apenas carros elétricos até um preço de 32.000 libras foram subsidiados com 1.500 libras. O governo justifica o passo dizendo que os sucessivos cortes no subsídio e no número de modelos elegíveis tiveram “pouco impacto nas vendas em rápido crescimento e na gama de modelos em constante crescimento”. Em outras palavras, os clientes não necessariamente tomaram sua decisão de compra dependente do subsídio, mas simplesmente levaram o subsídio (reduzido) com eles. Assim, o governo quer reorientar o subsídio, focando nas principais barreiras à transição para os veículos elétricos, incluindo o carregamento público e o apoio à compra de outros veículos rodoviários onde a transição para os veículos elétricos necessita de ser mais desenvolvida”. (Electrive – 14.06.2022)

<topo>

 

 

Inovação e Tecnologia

1 Reino Unido: York Hyperhubs servirão de modelo para infraestrutura de carregamento de VEs

O Conselho da Cidade de York se uniu à EvoEnergy para fornecer dois HyperHubs de veículos elétricos que visam atuar como um modelo para instalações de carregamento para VEs para cidades do Reino Unido. O Monks Cross HyperHub é um dos maiores centros de carregamento de veículos elétricos no norte da Inglaterra. Além do Monks Cross HyperHub, um segundo HyperHub também deve abrir próximo ao local Poppleton Bar Park and Ride no verão, e um terceiro local deve ser aberto perto do centro da cidade em 2022. Os projetos são fruto de uma parceria entre o City of York Council e a EvoEnergy. Um elemento-chave por trás do desenvolvimento dos HyperHubs foi a produção de uma Estratégia de Carregamento de Veículos Elétricos pelo Conselho da Cidade de York. Isso analisou uma ampla gama de questões para garantir que os HyperHubs atendessem às necessidades dos moradores, frotas, passageiros e tráfego. Os usuários do HyperHub podem se beneficiar de preços mais baixos para carregamento rápido e ultrarrápido do que normalmente seria o caso de clientes não assinantes de operadoras comerciais, em parte devido à solução de armazenamento de bateria. (Smart Transport – 17.06.2022)

<topo>

2 Nunam e Audi: Baterias do E-tron terão segunda vida em tuk-tuks na Índia

O projeto, desenvolvido pela startup Nunam e financiado pela Audi Environmental Foundation, pretende pegar módulos usados do E-tron e implementar nos carrinhos indianos, uma aplicação menos severa. A iniciativa entrará em teste a partir de 2023 com três protótipos dos tuk-tuks elétricos. “As baterias dos carros são projetadas para durar a vida útil do veículo. Mas, mesmo após o uso inicial, elas ainda têm muita potência”, diz Prodip Chatterjee, cofundador da Nunam. Segundo ele, esses componentes podem ter uma segunda vida em veículos de menor autonomia ou necessidade de potência, como é o caso dos típicos triciclos indianos. O projeto não tem fins lucrativos e, além do ganho ambiental da economia circular da bateria, pretende gerar ganho social ao criar oportunidades de trabalho para mulheres na Índia. A ideia é que elas tenham acesso à solução para transportar bens para vender em mercados e gerar renda. (Automotive Business – 17.06.2022)

<topo>

3 AIMPLAS: Novo case de baterias leves para VEs

AIMPLAS, o Centro de Tecnologia de Plásticos, está trabalhando com o Projeto SMART5G em um novo sistema de troca de bateria para VEs. O foco do Projeto SMART5G, que é parcialmente financiado pela Agência Estatal de Pesquisa da Espanha (AEI, na sigla em Espanhol), é o projeto e desenvolvimento de uma estação de carregamento e substituição de baterias para mobilidade leve. O sistema permitirá que as baterias esgotadas sejam trocadas rapidamente por baterias carregadas com energia solar. O sistema usa algoritmos de inteligência artificial (IA) para prever o consumo de energia dos carros e o uso da bateria. O Projeto SMART5G também envolve a criação de uma plataforma inteligente de gerenciamento de energia que melhora a segurança e elimina o risco de interferência eletromagnética. O projeto propõe uma carcaça de bateria estrutural sustentável inovadora para automóveis leves baseada em um composto termoplástico de fibra longa reutilizável e reciclável com dupla funcionalidade: aditivos retardantes de chama e partículas de blindagem eletromagnética (EMI). (Green Car Congress – 17.06.2022)

<topo>

4 Vitesco: Novo motor elétrico síncrono para futuros sistemas de acionamento de VEs

No Simpósio EVS em Oslo, a Vitesco Technologies está apresentando uma máquina elétrica síncrona excitada externamente (EESM) que não requer o uso de metais de terras raras e que é projetada especificamente para altas faixas, condução mais rápida em rodovias e, portanto, para futuros veículos elétricos à distância. Máquinas síncronas permanentemente excitadas (PSM) são o padrão geral na eletrificação de veículos. Isso se deve à alta eficiência desses motores elétricos no trânsito da cidade ou em faixas médias. Ímãs permanentes baseados em terras raras são instalados no rotor dos motores PSM. No entanto, diz Vitesco, as condições gerais para acionamentos elétricos estão mudando. Os alcances dos VEs a bateria estão se tornando mais longos e, em rotas reais de longa distância com condução rápida em rodovias, as máquinas síncronas excitadas externamente (EESM) podem mostrar suas vantagens. Especialmente em altas velocidades, eles são mais eficientes que os PSMs. (Green Car Congress – 14.06.2022)

<topo>

5 Schaeffler: Novos eixos elétricos 4 em 1 para VEs

A Schaeffler está introduzindo acionamentos de eixo elétrico 4 em 1. Até agora, até três componentes de acionamento eram montados em uma unidade compacta. Com o eixo elétrico 4 em 1, a Schaeffler está agora dando um passo adiante ao integrar o sistema de gerenciamento térmico, bem como o motor elétrico, a eletrônica de potência e a transmissão no acionamento do eixo. Isso torna o acionamento do eixo mais compacto e leve e garante maior conforto. Um sistema de gerenciamento térmico particularmente eficiente também garante que um carro viaje mais com uma carga de bateria e carregue mais rapidamente. O eixo elétrico 4 em 1 com sistema de gerenciamento térmico integrado permite um maior nível de eficiência do sistema completo, diz Schröder. Um nível de eficiência de até 96% é possível em um sistema projetado de forma otimizada. Cada ponto percentual adicional se traduz em um intervalo maior. Outra novidade são os eixos de vigas elétricas para picapes. No futuro, a Schaeffler fornecerá eixos de vigas para fabricantes de automóveis, principalmente na América do Norte. (Green Car Congress – 14.06.2022)

<topo>

6 Siemens e WiTricity: Parceria visa o avanço no carregamento sem fio para VEs

A Siemens investiu US$ 25 milhões e adquiriu uma participação minoritária na norte-americana WiTricity, uma empresa de tecnologia de carregamento sem fio. A Siemens e a WiTricity trabalharão juntas para impulsionar a inovação no mercado emergente de carregamento de veículos elétricos sem fio. As empresas trabalharão juntas para impulsionar a adoção de padrões abertos e interoperáveis em carregamento sem fio para a infraestrutura global de veículos elétricos. Esse mercado deverá atingir US$ 2 bilhões até 2028 somente na Europa e na América do Norte, segundo cálculos da Siemens. As duas empresas buscam preencher as lacunas na padronização global do carregamento sem fio para veículos elétricos de passageiros e comerciais leves, para permitir a interoperabilidade entre veículos e infraestrutura, bem como apoiar a penetração no mercado. (Green Car Congress – 13.06.2022)

<topo>

7 Striemo e Honda: Desenvolvimento de scooter elétrica de 3 rodas

A Honda Motor anunciou o estabelecimento da Striemo Inc., o segundo empreendimento comercial originado do IGNITION, o programa de criação de novos negócios da Honda. A Striemo Inc. está desenvolvendo um produto de micromobilidade elétrica de três rodas para uma pessoa, também chamado de “Striemo”, que apresenta um mecanismo original de assistência ao equilíbrio que permite uma condução estável com menos probabilidade de cair em toda a sua faixa de velocidade, apresentando uma estrutura que torna mais fácil para o usuário manter o equilíbrio espontaneamente. Esta estrutura única foi realizada através de um design preciso onde o equilíbrio do centro de gravidade é calculado com base em um décimo de milímetro e um mecanismo de assistência de equilíbrio original desenvolvido para Striemo. Striemo está programado para ser vendido no Japão antes do final deste ano e na Europa em 2023. (Green Car Congress – 14.06.2022)

<topo>

8 Basquevolt: Produção de baterias de estado sólido a partir de 2025

As empresas Iberdrola, CIE Automotive, Enagás, EIT InnoEnergy e CIC energiGUNE lançaram a iniciativa Basquevolt em parceria com o governo do País Basco a fim de pesquisar, desenvolver e produzir baterias de estado sólido. O plano é desenvolver células protótipo e comissionar uma linha de produção piloto em 2025 com investimentos de 700 milhões de euros. Um volume de produção anual de 10 GWh deve ser alcançado em 2027. O local da primeira fase das atividades do Basquevolt será o Parque Tecnológico Álava, na Espanha. Este centro de pesquisa basco fornecerá à Basquevolt suporte tecnológico baseado em mais de dez anos de pesquisa no campo de baterias de estado sólido. (Electrive – 16.06.2022)

<topo>

9 Foxconn: Construção de fábrica de baterias em Taiwan

A fabricante de iPhones Foxconn deu início à construção de sua primeira fábrica de baterias para VEs. A planta, localizada na segunda maior cidade de Taiwan, Kaohsiung, está programada para começar a produzir células de lítio-ferro-fosfato (LFP) com capacidade planejada de 1,27 GWh no primeiro trimestre de 2024. A planta também incluirá um centro de pesquisa e desenvolvimento. As baterias serão usadas inicialmente em ônibus elétricos, carros elétricos e armazenamento estacionário de energia. A Foxconn já havia anunciado uma cooperação com as empresas Giga Solar Materials, Long Time Technology e China Steel Chemical para desenvolver materiais anódicos para baterias de fosfato de ferro e lítio em setembro de 2021. Ademais, o presidente da Foxconn, Liu Young-way, disse que a Indonésia pode se tornar a primeira fábrica de baterias da empresa fora de Taiwan, depois que a fábrica de Kaohsiung entrar em operação. (Electrive – 16.06.2022)

<topo>

10 Stellantis: Iniciados os testes de recarga por indução

A Stellantis se adiantou e iniciou os testes da tecnologia de carregamento por indução com um Fiat 500e. Batizado de “Arena del Futuro”, o local dos testes fica em Chiari, na Itália, e utiliza um sistema de bobinas instaladas sob o asfalto, que transfere a energia diretamente aos veículos que trafegam em sua superfície. O sistema utiliza corrente contínua (DC) e cabos de alumínio no lugar dos fios de cobre, o que ajuda a cortar custos. Apesar do campo elétrico, a empresa diz que a caminhada de pedestres no asfalto eletrificado é segura. Para que a energia vá diretamente para o veículo, é necessário que ele seja equipado com um receptor, como acontece com o Fiat 500e em testes. Segundo a Stellantis, durante os trabalhos, foi possível atingir níveis de eficiência de recarga semelhantes aos das estações de carga rápida. Mas mais do que isso: foi possível que o 500e viajasse em velocidades altas sem utilizar a energia das baterias, seguindo apenas com a energia recebida do asfalto. Para Anne-Lise Richard, chefe da unidade global de negócios de e-mobility da Stellantis, o sistema traria uma série de vantagens. (Quatro Rodas – 17.06.2022)

<topo>

11 Enovix: Desenvolvimento de baterias de recarga super-rápida

A Enovix Corporation, fabricante de baterias de íon-lítio de ânodo de silício avançado, divulgou recentemente o resultado de um teste que promete ser uma das soluções mais promissoras para o tempo de carregamento de veículos elétricos já realizados. Nele, uma célula de 0,27 Ah atingiu uma carga superior a 98% em menos de dez minutos. Ao comentar a velocidade de carregamento – que também atingiu 80% do estado de carga em apenas 5,2 minutos – o cofundador e CTO da Enovix, Ashok Lahiri enfatizou: “Nossa arquitetura exclusiva permite uma bateria que não apenas carrega em menos de 10 minutos, mas também mantém um alto ciclo de vida”, acenando com futuras melhorias no desempenho. Os testes ainda mostraram que mesmo após 1.000 ciclos de carga, contando com temperaturas altas, as baterias de íon-lítio-silício mantiveram 93% de sua capacidade. Foi observado também que este emparelhamento projeta uma vida útil superior a mais de 10 anos para as baterias Enovix. (Tecmundo – 17.06.2022)

<topo>

12 BMW: Testes com nova bateria de alto desempenho

A BMW vai testar uma nova bateria com 1.000 km de alcance para seu SUV elétrico BMW iX. O acumulador é fornecido pela startup americana Our Next Energy (ONE) e o protótipo em execução estará pronto até o final do ano. A bateria em questão, chamada Gemini, é feita de dois tipos diferentes de células, com um dos dois adotando química avançada de alta densidade energética. A vantagem da bateria, além do fato de poder armazenar uma maior quantidade de energia, é dada pelo fato de ser produzida com percentuais muito baixos de cobalto, níquel, grafite e lítio. A Our Next Energy está trabalhando para fazer a bateria Gemini em três versões diferentes que diferem em preço e capacidade. O modelo mais barato terá o mesmo preço de uma bateria tradicional de NCM ou NCA ou talvez seja ainda mais vantajoso. (Inside EVs – 19.06.2022)

<topo>

 

 

Indústria Automobilística

1 Caoa Chery: Fábrica de Jacareí será centro de importação de híbridos

A Caoa Chery já tem planos de curto prazo para a fábrica de Jacareí (SP), que teve sua produção suspensa até 2023. Ainda este ano ela será utilizada como unidade de preparação de parte dos veículos híbridos importados da China que integram a nova oferta da empresa no mercado brasileiro. De acordo com Marcio Alfonso, vice-presidente de operações da Caoa, os modelos importados passarão por processos de validação que são praxe no país, como por exemplo verificação de itens de segurança segundo normas do Inmetro e, também, de emissões, antes de seguirem para as concessionárias. As operações começam com os modelos Arrizo 6 Pro híbrido e com o compacto 100% elétrico iCar, segundo o executivo. O efetivo de funcionários que estarão envolvidos nas atividades são cerca de 90, parte deles integrantes do quadro administrativo que restou na unidade após o processo de demissão implantado pela empresa. (Automotive Business – 15.06.2022)

<topo>

2 EUA: Montadoras pedem que Congresso aumente limite de VEs elegíveis para crédito fiscal

Os CEOs da General Motors, Ford, Stellantis e Toyota Motor North America estão pedindo ao Congresso dos EUA que levante o atual limite de 200.000 veículos elegíveis para um crédito fiscal de até US$ 7.500 do governo federal atual. Em uma carta conjunta enviada aos líderes do Congresso, os executivos dizem que o crédito, que começa a ser extinto quando uma empresa vende 200.000 veículos elétricos a bateria e/ou plug-in, é essencial para manter os veículos acessíveis à medida que os custos de produção e de commodities aumentam. A carta diz: “A eliminação do limite incentivará a adoção de futuras opções eletrificadas por parte do consumidor”, conforme assinado por Mary Barra, da GM, Jim Farley, da Ford, Carlos Tavares, da Stellantis, e Tetsuo Ogawa, CEO da Toyota North America. “Pedimos que o limite por (fabricante de automóveis) seja removido, com uma data de expiração definida para um momento em que o mercado de VEs esteja mais maduro”, afirmam as montadoras. (Electrive – 14.06.2022)

<topo>

3 Ferrari: Metas e estratégias para eletrificação

A Ferrari apresentou recentemente seu novo plano estratégico, no qual a marca pretende eletrificar mais da metade de seus modelos até 2026. De acordo com a fabricante, 60% dos modelos da Ferrari serão equipados com acionamento elétrico ou híbrido. Em 2030, esse número será de 80% – 40% puramente elétrico e 40% parcialmente elétrico. Como a fabricante de carros esportivos indicou em seu Dia do Mercado de Capitais de 2022, 15 novos modelos serão lançados entre 2023 e 2026. A Ferrari quer apresentar o primeiro modelo totalmente elétrico em 2025. Para a produção dos motores elétricos e módulos de bateria, a Ferrari também pretende expandir sua fábrica em Maranello, na Itália. (Electrive – 17.06.2022)

<topo>

4 BYD: Problemas na cadeia de suprimento atrasam entregas

A BYD, maior fabricante de carros elétricos e híbridos plug-in da China, está pisando no acelerador em termos de transição energética, com vendas superiores a 100.000 unidades mensais nos últimos três meses. De acordo com o Securities Times (via CnEVPost), o presidente da BYD, Wang Chuanfu, observou durante a recente reunião anual de acionistas que a eletrificação da indústria automotiva está progredindo mais rápido do que o previsto anteriormente. Apesar do alto crescimento da produção, não está sendo fácil corresponder à demanda, que parece avançar ainda mais rápido. O artigo observa que, de acordo com o National Business Daily, a BYD tem um atraso de pedidos de até 600.000 veículos (número não oficial), o que equivaleria a 5 a 6 meses de espera. Wang Chuanfu disse também que a empresa está atualmente sob pressão para expandir suas atividades para fora da China. (Inside EVs – 13.06.2022)

<topo>

5 Sony e Honda: Marca independente para fabricar VEs

As japonesas Honda e Sony divulgaram seus planos de fabricar VEs, com a criadora do Civic sendo responsável pela montagem dos automóveis, enquanto a fabricante do Playstation ficaria encarregada de criar uma “plataforma de serviços de mobilidade”. O CEO da Sony, Kenichiro Yoshida, explicou que a parceria com a Honda pode criar uma joint-venture e desassociar o novo negócio do nome de Honda e Sony. “Nos compartilhamos a visão de que o melhor caminho a longo prazo seria criar uma joint-venture independente, ao invés de utilizar o nome Sony ou Honda”, disse o executivo. Uma das opções para o negócio seria a criação de uma empresa liderada pelas japonesas, mas com uma porcentagem das ações ofertadas para o público: “Espero poder falar um pouco mais sobre esse assunto em um futuro próximo”, concluiu Yoshida. (IG Carros – 18.06.2022)

<topo>

6 Tesla: Panorama da produção de nova fábrica em Berlim

A Tesla acaba de anunciar que a mega-fábrica Berlin-Brandenburg, localizada em Grünheide, na região de Berlim, produziu o Model Y número 1.000 em uma única semana. Este é um passo importante para a fabricante norte-americana de VEs que acelera o ritmo para satisfazer a demanda de seus clientes. Ao produzir 1.000 unidades por semana, a fábrica alemã deve ser capaz de montar 50.000 Tesla Model Y por ano. No entanto, segundo o site Electrek, após a inauguração da fábrica em março passado o ritmo de produção aumentou mais lentamente do que o esperado. A Giga Berlin deveria inicialmente produzir 1.000 unidades por semana já a partir de abril, mas o fabricante americano teria encontrado alguns problemas pelo caminho. Deve-se notar que desde a invasão da Ucrânia pela Rússia, a indústria automotiva vem enfrentando dificuldades de produção devido à escassez. (Inside EVs – 20.06.2022)

<topo>

 

 

Meio Ambiente

1 ESG: Raízen inaugura primeiro eletroposto Shell Recharge no Brasil

A Raízen acaba de inaugurar o primeiro eletroposto com a marca Shell Recharge no Brasil. O estabelecimento funciona em São Paulo, na Avenida Professor Celestino Bourroul, no bairro do Limão, na zona norte paulistana. Segundo a empresa, esse é o primeiro de uma rede de 35 eletropostos que serão instalados até março de 2023 em todo o país. Com carregadores de 50 kW e 150 kW, os eletropostos Shell Recharge prometem carregar as baterias de veículos elétricos em até 35 minutos. Hoje, a Raízen já fornece energia limpa para mais de 500 postos Shell por meio de geração distribuída, como solução para redução das emissões de gases de efeito estufa e diminuição de até 20% dos custos de energia – uma economia de cerca de R$ 3 milhões ao ano para os revendedores, segundo a empresa. (Automotive Business – 13.06.2022)

<topo>

2 ESG: Canada Post terá frota totalmente elétrica até 2040

O Canada Post (Correios do Canadá) destinou US$ 1 bilhão para reduzir as emissões e transformar sua frota. Com cerca de 14.000 veículos e a maior rede de varejo do Canadá, com cerca de 6.000 agências postais, o Canada Post reconhece que sua presença é significativa. A Corporação transformará sua frota em transporte não emissor, com o compromisso de atingir uma frota 50% elétrica até 2030 e 100% até 2040. O Canada Post atualmente tem uma RFQ (Request for Qualification) aberta para um piloto de VE. O Canada Post está procurando comprar uma quantidade limitada de VEs com o objetivo de realizar um piloto envolvendo testes de campo de veículos em um ambiente operacional. Os testes piloto/de campo estão sendo realizados para ajudar o Canada Post a desenvolver e refinar os requisitos, especificações e critérios de avaliação a serem usados em futuras RFPs antecipadas envolvendo aquisições de VEs. (Green Car Congress – 14.06.2022)

<topo>

 

 

Eventos e Estudos

1 Parque da Mobilidade Urbana: Evento destaca veículos, motos e scooters elétricas em SP

O PMU – Parque da Mobilidade Urbana, evento gratuito que ocorrerá entre os dias 23 e 25 de junho no Memorial da América Latina, na Barra Funda (SP), irá apresentar e discutir projetos e ações que visam dar mais qualidade à maneira como as pessoas se deslocam nas cidades. A conferência, que começa no dia 23 de junho, debate com especialistas da área de mobilidade urbana sustentável a importância da transição do transporte público convencional para o elétrico; o futuro dos carros eletrificados; a segurança no trânsito; como vão funcionar as Rodovias do Futuro; modelos de negócios com bicicletas que têm feito a diferença nas cidades; entregas deliverys realizadas com drones; e a mais nova aposta da mobilidade disruptiva, que cria soluções inovadoras para os problemas e desafios da sociedade. O Parque da Mobilidade Urbana também contará com ações interativas, como test drive com carros elétricos, aulas de bike, simuladores, exposição de drones, desafios de mobilidade e muito mais. Para saber mais sobre o evento, clique aqui. (ABC do ABC – 15.06.2022)

<topo>

2 Artigo: “Como carros elétricos e automatizados afetarão o pós-venda automotivo”

Em artigo publicado pela Automotive Business, J. R. Caporal, presidente da MegaDealer, fundador e CEO da Auto Avaliar, cofundador da Karvi e parceiro estratégico da World Shopper, aborda a crescente eletrificação e automação de veículos e os efeitos nos serviços de pós-venda dos veículos. Segundo o autor, “à medida que as montadoras integram sistemas elétricos e eletrônicos mais sofisticados, os desafios da manutenção dos veículos mudam […] veículos elétricos (VEs) e autônomos trazem desafios únicos e intrincados ao ambiente de serviço que podem exigir treinamento especializado ou processos sob medida para o gerenciamento”. Para saber mais, clique aqui. (Automotive Business – 13.06.2022)

<topo>

3 Portugal: Fundação EDP promove programa de incentivo a eletromobilidade para instituições de cunho social

A Fundação EDP vai promover o acesso a 20 carros elétricos, instalação de wallboxes de carregamento, apoios aos gastos com eletricidade e formação sobre utilização a instituições do setor social. Assim, no âmbito do programa Mobilidade Solidária, a Fundação EDP quer: promover a redução da pegada carbónica do terceiro sector; criar condições para uma poupança efetiva para as entidades; e fomentar o conhecimento sobre a mobilidade elétrica e a sua importância para um planeta mais sustentável. A LeasePlan apoia este programa, principalmente na componente de formação e no fornecimento dos carros em renting. O apoio dado pela Fundação EDP inclui cofinanciamento de até 75% de um contrato de renting a 36 meses. O processo de candidaturas decorre entre 20 de junho e 31 de julho de 2022 e podem candidatar-se entidades da Economia Social sem fins lucrativos que desenvolvam a sua atividade em território nacional: Associações; Cooperativas; Fundações; e Misericórdias. A Fundação EDP diz que as candidaturas serão analisadas com base em critérios de impacto social, tais como o número de beneficiários da instituição candidata e o número médio de deslocações. (Fleet Magazine – 17.06.2022)

<topo>


Equipe de Pesquisa UFRJ
Editor: Prof. Nivalde J. de Castro (nivalde@ufrj.br)
Subeditores: Fabiano Lacombe e Luiza Masseno
Pesquisadores: João Pedro Gomes, Leonardo Gonçalves e Vinicius José da Costa
Assistente de pesquisa: Sérgio Silva

As notícias divulgadas no IFE não refletem necessariamente os pontos da UFRJ. As informações que apresentam como fonte UFRJ são de responsabilidade da equipe de pesquisa sobre o Setor Elétrico do Instituto de Economia da UFRJ.

POLÍTICA DE PRIVACIDADE E SIGILO
Respeitamos sua privacidade. Caso você não deseje mais receber nossos e-mails,  Clique aqui e envie-nos uma mensagem solicitando o descadastrado do seu e-mail de nosso mailing.


Copyright UFRJ

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 



 

 

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: