IFE.ME 105

Informativo Eletrônico – Mobilidade Elétrica nº 105 – publicado em 11 de maio de 2022.

IFE: Informativo Eletrônico de Mobilidade Elétrica – GESEL-UFRJ <!–

l

IFE: nº 105 – 11 de maio de 2022
http://gesel.ie.ufrj.br/
gesel@gesel.ie.ufrj.br

Editor: Prof. Nivalde J. de Castro

Índice

Políticas Públicas e Regulatórias
1
Brasil/Santa Catarina: Grupo de Trabalho apresenta Plano de Ação para eletromobilidade
2 ABLA: Brasil precisa de política de mobilidade para VEs
3 EUA: Plano Nacional de desenvolvimento de baterias para VEs
4 EUA/DOE: Financiamento para desenvolvimento de baterias avançadas para VEs
5 EUA/Novo México: Nova regulamentação voltada para eletromobilidade
6 Irlanda do Norte: Investimento em infraestrutura de carregamento
7 Noruega: Regulações de incentivos para VEs podem ser revistas

Inovação e Tecnologia
1 USABC/Amprius: Baterias de baixo custo e carregamento rápido
2 Morrow/IBU-tec: Parceria visa desenvolver cadeia de suprimentos europeia de LFP
3 Vitesco e Hyudai: Desenvolvimento de tração de eixo para VEs
4 Porsche: Investimento em startup para o desenvolvimento de baterias
5 ABB/Eviny: Instalação de posto de recarga mais rápido do mundo na Noruega

Indústria Automobilística
1 Marina Willisch/GM: Investimentos definirão papel do Brasil na eletromobilidade
2 Caoa Chery: Produção de VEs em SP
3 Espanha: Indústria automotiva cria iniciativa em prol da eletromobilidade

4 Tesla: Expansão de gigafactory em Xangai

5 Volta Trucks: Entrada no mercado norte-americano de VEs pesados

6 Daimler Buses: Veículos neutros em emissões em todos os segmentos até 2030

7 Stellantis: Novos investimentos para acelerar eletrificação

8 BMW: Nova estratégia de produção “iFACTORY”
9 Volvo/Cetelem: Parceria visa o financiamento de VEs em Portugal
10 Ford Pro: Solução de carregamento para frotas comerciais
11 Volkswagen: Panorama de vendas de VEs e gargalos no fornecimento de componentes
12 Volvo Trucks: Caminhões elétricos já podem ser encomendados de forma oficial
13 Rivian: Nova fábrica de VEs nos EUA recebe incentivos do governo

14 CATL: Planos para a produção de baterias nos EUA

Meio Ambiente
1 ESG: Ouro Verde investe na compra de caminhões elétricos
2 ESG: Toyota e GM apresentam soluções e metas de diversidade, governança e sustentabilidade ambiental
3 ESG: Volvo Trucks e Bucher colaboram para eletrificar caminhões de serviços municipais na Europa
4 Espanha: Grupo de empresas querem proibir a venda de veículos a combustão

Eventos e Estudos
1 T&E: Disponibilidade de matérias-primas para a produção de VEs
2 NYTIMES: Percepção de insegurança é obstáculo à ampla adoção de VEs
3 Electrify America: Sessões de carregamento de VEs em 2021


 

 

Políticas Públicas e Regulatórias

1 Brasil/Santa Catarina: Grupo de Trabalho apresenta Plano de Ação para eletromobilidade

O Estado de Santa Catarina segue avançando na construção de um projeto pioneiro de fomento e consolidação da mobilidade elétrica. Representantes da indústria e do Governo do Estado que integram um Grupo de Trabalho (GT) apresentaram ao governador Carlos Moisés, ações que serão o marco inicial tanto para o incentivo ao uso, quanto para a atração de investimentos na linha dos carros elétricos no Estado. Ficou definido na reunião que os próximos passos serão reunir todas as ações que Santa Catarina já possui de fomento à mobilidade elétrica, identificar e acionar todos os atores do Estado que trabalharão integrados na construção de um plano de ação para a consolidação de Santa Catarina no segmento. O Estado, já conta, por exemplo, com um corredor de recargas construído por meio da Celesc. Entre as ações que já despontam como as primeiras a serem implementadas, estão a interligação de cidades-piloto com estações elétricas ultrarrápidas. (Governo do Estado de Santa Catarina – 06.05.2022)

<topo>

2 ABLA: Brasil precisa de política de mobilidade para VEs

A criação de projetos que incluam o aluguel de carros elétricos nas frotas públicas e privadas é essencial para fazer com que o País avance na massificação dos elétricos. É o que defende a Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis (Abla). Para Daniel Bittencourt, diretor da Abla no Rio de Janeiro, o uso de carros elétricos por meio de aluguel é uma tendência natural. De acordo com a associação, entre os usuários a aceitação é surpreendente. Entretanto, segundo Bittencourt, “É necessário ter uma política de mobilidade específica a se seguir, assim como incentivos para estimular a adesão. Nem tudo é questão de dinheiro, mas boa vontade em encontrar soluções”, defende. A padronização dos conectores é outro fator, segundo o diretor da Abla, crucial para a massificação do carro elétrico no Brasil. Além disso, destacou-se a necessidade de eletropostos em ambientes externos e em grande quantidade, já que o abastecimento tende a levar mais tempo em comparação aos combustíveis fósseis. (Garagem 360 – 03.05.2022)

<topo>

3 EUA: Plano Nacional de desenvolvimento de baterias para VEs

O governo Biden planeja iniciar um esforço de US$ 3,1 bilhões para estimular a produção doméstica de baterias avançadas, essenciais para seu plano de acelerar a adoção de veículos elétricos e energia renovável. O presidente Biden incentivou as montadoras a produzir VEs e utilitários para mudar para energia solar, eólica e outras energias limpas, dizendo que as transições são críticas para eliminar a poluição que está aquecendo perigosamente o planeta. Funcionários do governo descreveram a transição para energia limpa como uma forma de isolar os consumidores da flutuação dos mercados globais de petróleo e alcançar a verdadeira independência energética. Os US$ 3,1 bilhões em subsídios, juntamente com um programa separado de US$ 60 milhões para reciclagem de baterias, é um esforço para “reduzir nossa dependência de nações concorrentes como a China, que têm vantagem sobre a cadeia de suprimentos global”, segundo um comunicado do Departamento de Energia. O financiamento é destinado a empresas que podem criar instalações de processamento novas, adaptadas ou expandidas, bem como programas de reciclagem de baterias, disseram funcionários do Departamento de Energia. As doações serão financiadas por meio da lei de infraestrutura de US$ 1 trilhão, que inclui mais de US$ 7 bilhões para melhorar a cadeia de suprimentos doméstica de baterias. (The New York Times – 02.05.2022)

<topo>

4 EUA/DOE: Financiamento para desenvolvimento de baterias avançadas para VEs

O Departamento de Energia dos EUA (DOE, na sigla em inglês) anunciou até US$ 45 milhões em financiamento para apoiar o desenvolvimento doméstico de baterias avançadas para VEs. Por meio da Agência-Energia de Projetos de Pesquisa Avançada do DOE (ARPA-E, na sigla em inglês), o Departamento está lançando o programa Veículos Elétricos para Vida Americana com Baixo Carbono (EVs4ALL, na sigla em inglês) para desenvolver baterias mais acessíveis, convenientes, eficientes e resilientes. A oportunidade de financiamento ARPA-E EVs4ALL visa abordar as seguintes preocupações do mercado: carregamento mais rápido; desempenho aprimorado em baixas temperaturas e resiliência aprimorada. O objetivo geral do programa EVs4ALL é alavancar novas inovações de bateria no nível de design de material, eletrodo e célula para mitigar os principais detratores da adoção de VEs ao máximo. (Green Car Congress – 03.05.2022)

<topo>

5 EUA/Novo México: Nova regulamentação voltada para eletromobilidade

O Conselho de Melhoramento Ambiental do Novo México (EIB, na sigla em inglês) e o Conselho de Controle de Qualidade do Ar do Condado de Albuquerque-Bernalillo (AQCB, na sigla em inglês) adotaram a “Clean Car Rule” após uma audiência pública conjunta. Sua aprovação independente da Clean Car Rule permite que os Advanced Clean Cars da Califórnia sejam implementados em todo o estado do Novo México a partir de 1º de julho de 2022. O pacote coordenado de regulamentos reduzirá as emissões de gases de efeito estufa e poluentes causadores de ozônio e poluição de novos carros de passeio, caminhões e SUVs a partir do ano modelo 2026. A regra inclui uma combinação de padrões de emissão de veículos cada vez mais rigorosos e uma exigência de que os fabricantes entreguem à venda um número crescente de veículos com emissão zero, como veículos elétricos a bateria e híbridos plug-in no Novo México. A Regra do Carro Limpo está projetada para eliminar cerca de 130.000 toneladas de gases de efeito estufa e mais de 1.700 toneladas de poluição do ar formadora de ozônio no Novo México até 2050. (Green Car Congress – 06.05.2022)

<topo>

6 Irlanda do Norte: Investimento em infraestrutura de carregamento

A rede de carregamento público de VEs da Irlanda do Norte deve receber um grande impulso em mais de 350 locais. A start-up Weev, com sede em Belfast, anunciou planos de investir £ 20 milhões em uma nova rede, instalando 1.500 novos pontos de carregamento antes do final de 2024, inclusive em seis grandes centros de carregamento ultrarrápidos. Este investimento ajudará a resolver a escassez de infraestrutura de carregamento na Irlanda do Norte. Essa falta de infraestrutura foi destacada pelo Ministro da Infraestrutura, Nichola Mallon, criando uma força-tarefa de VE para tentar resolver a falta de operadores comerciais no espaço. Os pontos de carregamento estarão disponíveis em locais convenientes e estratégicos, como estacionamentos. (Smart Transport – 04.05.2022)

<topo>

7 Noruega: Regulações de incentivos para VEs podem ser revistas

O Ministério dos Transportes da Noruega está considerando abolir ou reduzir os privilégios para veículos elétricos em impostos e pedágios nas cidades maiores. De acordo com o ministro dos Transportes, Jon-Ivar Nygård, as razões não são apenas receitas mais baixas, mas também um atraso na mudança estrutural dos transportes. “É ótimo que as pessoas usem carros elétricos. Mas não é bom se as pessoas entrarem em seus carros e dirigirem para áreas urbanas movimentadas em vez de caminhar, andar de bicicleta ou usar o transporte público”, disse o ministro dos Transportes. No entanto, uma decisão final sobre o assunto ainda está pendente, disse o ministro à emissora NRK. Enquanto o total de registros de veículos na Noruega diminuiu 15% este ano, os carros elétricos aumentaram 28,9% em comparação com o mesmo período do ano passado. Em abril, 74,1% de todos os novos registros de veículos no país foram de modelos puramente elétricos. (Electrive – 04.05.2022)

<topo>

 

 

Inovação e Tecnologia

1 USABC/Amprius: Baterias de baixo custo e carregamento rápido

O Consórcio de Baterias Avançadas dos Estados Unidos (USABC, na sigla em inglês) concedeu um contrato de desenvolvimento de tecnologia de US$ 3 milhões à Amprius Technologies para uma tecnologia de célula de nanofios de silício de baixo custo e carga rápida para veículos elétricos. A concessão do contrato, que inclui 50% de participação nos custos, financia um projeto de 30 meses que começou no início deste ano. O foco do programa é desenvolver uma estrutura e composição de material para o ânodo de nanofios de silício, com o objetivo de prolongar a vida útil do ciclo e do calendário. “A tecnologia de silício da Amprius foi projetada para fornecer um avanço significativo no desempenho. Especificamente, aplicado a veículos elétricos, o Amprius está trabalhando para resolver problemas prementes, como ansiedade de alcance e tempo de carregamento”, disse Dr. Ionel Stefan, diretor de tecnologia da Amprius Technologies. (Green Car Congress – 06.05.2022)

<topo>

2 Morrow/IBU-tec: Parceria visa desenvolver cadeia de suprimentos europeia de LFP

A Morrow Batteries (Morrow) e a IBU-tec advanced materials AG assinaram um Memorando de Entendimento para o desenvolvimento e qualificação do fornecimento em larga escala de material catódico europeu LFP (LiFePO4) para o lítio planejado da Morrow Batteries instalação de células de bateria de íon em Eyde Energy Park, Arendal, Noruega. A IBU-tec forneceria até 200 toneladas por ano de material catódico LFP para a planta piloto de Morrow. A IBU-tec fornecerá os primeiros lotes de sua família IBUvolt de material de bateria LFP para os testes do ano atual. Nesta fase, as duas empresas pretendem trabalhar juntas no desenvolvimento de baterias de alto desempenho para diversas aplicações. A longo prazo, ambas as empresas preveem um mercado em rápido crescimento para uma cadeia de fornecimento sustentável de materiais de bateria baseada na produção europeia. A Morrow Batteries está comprometida em desenvolver e fabricar as células de bateria mais econômicas e sustentáveis do mundo. (Green Car Congress – 04.05.2022)

<topo>

3 Vitesco e Hyudai: Desenvolvimento de tração de eixo para VEs

A Vitesco Technologies fechou um contrato de € 2 bilhões para fornecer sua nova geração de tração por eixo EMR4 (Electronics Motor Reducer) para o Hyundai Motor Group. O pedido já foi mencionado em março na coletiva de imprensa anual da Vitesco Technologies sem nomear o cliente. A unidade 3 em 1 de 400 V/160 kW altamente integrada será usada pelo veículo Hyundai Motor Group em seu veículo elétrico global do segmento B/C. O EMR4 é uma plataforma de acionamento 3 em 1 altamente integrada que consiste em uma máquina elétrica, eletrônica de potência e uma caixa de engrenagens. EMR4 é a quarta geração de acionamento por eixo, desenvolvida pela Vitesco Technologies e segue o sucesso EMR3 . Por meio de outras medidas de otimização, uso de novas tecnologias e amplo know-how de industrialização, a equipe de desenvolvimento global conseguiu tornar a plataforma EMR4 ainda mais eficiente e poderosa. (Green Car Congress – 04.05.2022)

<topo>

4 Porsche: Investimento em startup para o desenvolvimento de baterias

A Porsche continua investindo no desenvolvimento de baterias mais eficientes para carros elétricos. A montadora alemã liderou uma rodada de financiamento em favor da startup Group14 que conseguiu levantar 400 milhões de dólares. O próprio Group14 disse que, graças à Porsche e às outras empresas que decidiram apoiar o negócio, agora pode contar com um total de mais de um bilhão de dólares. Ele será usado para a construção de uma segunda fábrica para a produção de componentes básicos para baterias que serão construídas perto da sede em Woodinville, na região de Seattle, Washington. O negócio se concentrará na produção de ânodos de carbono de silício que a empresa está desenvolvendo e que permitirá que as baterias sejam muito mais rápidas de recarregar, bem como com uma densidade de energia mais alta. Além disso, os novos acumuladores terão uma vida útil média maior do que as baterias atuais de íons de lítio que usam grafite. As vantagens em termos da quantidade de energia armazenada são em torno de valores superiores a 50%. (Inside EVs – 07.05.2022)

<topo>

5 ABB/Eviny: Instalação de posto de recarga mais rápido do mundo na Noruega

A ABB, em parceria com a Eviny, empresa norueguesa de mobilidade elétrica, instalou o posto de recarga para veículos elétricos mais rápido do mundo na Noruega. Uma unidade do Terra 360 foi instalada em Bergen e outra em Geilo. O equipamento gera até 100 km de autonomia para um veículo elétrico em 3 minutos. O projeto ainda é piloto e deverá avançar na Noruega e na Suécia. (Forbes – 06.05.2022)

<topo>

 

 

Indústria Automobilística

1 Marina Willisch/GM: Investimentos definirão papel do Brasil na eletromobilidade

A GM enxerga boas possibilidades para a mobilidade elétrica no Brasil, mas pondera que isso depende do tamanho do interesse da sociedade como um todo nessa transição. Segundo Marina Willisch, vice-presidente de Relações Governamentais e de Comunicação da GM para a América do Sul, em entrevista à Exame Invest, a GM é uma das montadoras mais comprometidas com a transformação da indústria automotiva global rumo à energia limpa. Nesse cenário, a VP da GM enxerga que o Brasil tem recursos, capital humano e capacidade técnica para ocupar papel de destaque nessa transição, mas pondera que isso depende de investimentos e ambição da sociedade para fazer essa mudança. A GM definiu a política ‘zero, zero, zero’, que coloca todas as decisões globais da GM no rumo para um futuro 100% de VEs. Quando questionada pela Exame sobre a necessidade de redução do preço do carro elétrico, Marina afirma que a GM tem trabalhado para reduzir o custo da bateria e firmado parcerias para melhorar a infraestrutura. A executiva acrescenta que isso não depende exclusivamente das montadoras e são necessárias políticas públicas de apoio envolvendo União, Estados e municípios. O plano estratégico da GM prevê o lançamento de 30 VEs no mundo até 2025, sendo que parte deles já estará no mercado brasileiro. (Electrive – 03.05.2022)

<topo>

2 Caoa Chery: Produção de VEs em SP

A Caoa Chery anunciou em comunicado oficial um reposicionamento da marca no Brasil. O novo plano estratégico inclui a modernização da fábrica de Jacareí (SP) e uma ampla renovação da linha, assumindo o compromisso de eletrificação. Seguindo as diretrizes globais da Chery, a operação brasileira conduzida pela Caoa Chery passará por uma profunda transformação. O principal compromisso, como dissemos, será eletrificar todos os modelos da linha vendidos no país até o final de 2023. Essa mudança afeta principalmente a fábrica de Jacareí (SP). A unidade inaugurada em 2015 terá as atividades suspensas com o objetivo de ajustar os processos produtivos da planta para a produção de carros híbridos e elétricos, visando a modernização e atualização das linhas de produção. (Inside EVs – 05.05.2022)

<topo>

3 Espanha: Indústria automotiva cria iniciativa em prol da eletromobilidade

A iniciativa Partners of the Future: Fast Forward, liderada pelo Grupo Volkswagen e pela marca Seat, já se candidatou ao programa “Projeto Estratégico de Recuperação e Transformação Económica” (PERTE, na sigla em espanhol) – com o objetivo de fazer da Espanha um hub de veículos elétricos na Europa. Com 62 empresas de vários setores em 11 regiões, trata-se do maior agrupamento de empresas da história da indústria automotiva na Espanha. Segundo a Seat, 61% das empresas são pequenas e médias empresas, pelo que não são apenas as grandes empresas que estão a ser promovidas. O projeto agora apresentado consiste em quatro pilares principais: O pilar central, liderado pela Seat e pelo Grupo Volkswagen, visa eletrificar as fábricas de Martorell e Pamplona. O segundo pilar é a criação de um ecossistema de baterias para carros elétricos na Espanha, desde a extração de lítio até a montagem de baterias, incluindo a construção de uma fábrica de baterias perto de Valência (confirmada em março). O terceiro pilar prevê a localização de componentes essenciais para veículos elétricos em Espanha e o quarto abrange as áreas relacionadas com a formação, digitalização e economia circular. (Electrive – 05.05.2022)

<topo>

4 Tesla: Expansão de gigafactory em Xangai

A Tesla planeja expandir sua Gigafactory de Xangai e torná-la “o maior hub de exportação de veículos do mundo”. A informação é da agência de notícias Reuters, que conseguiu acesso a uma carta da montadora ao governo local. Nesse documento, a Tesla agradece às autoridades pela ajuda com a reabertura da fábrica e também delineia seus planos de expansão. O documento afirma que a montadora pretende aumentar em 450 mil unidades a capacidade anual da fábrica, que, em 2021, produziu 484.100 veículos. Ou seja: a produção deve ser dobrada. Já era especulado que a Tesla pretendia usar o terreno próximo à fábrica para fazer uma expansão, mas agora o mercado tem uma confirmação, embora nenhum prazo para as obras tenha sido fornecido. A Tesla atingiu a capacidade de produção de 1 milhão de carros por ano em 2021. Neste ano, já inaugurou a fábrica de Berlim e a do Texas, ambas projetadas para atingirem uma produção anual de cerca de 500 mil veículos. É um salto de 100% de crescimento em menos de um ano, e que deve ser expandido ainda para mais longe com a ampliação da planta de Xangai. (Automotive Business – 04.05.2022)

<topo>

5 Volta Trucks: Entrada no mercado norte-americano de VEs pesados

A Volta Trucks traçou seu roteiro estratégico para sua entrada no mercado norte-americano. O plano verá os primeiros veículos Volta Zero operando nas ruas de Los Angeles até o final do próximo ano. A introdução dos veículos comerciais elétricos 100% a bateria da Volta Trucks na América do Norte será liderada em 2023 por um caminhão Volta Zero Classe 7, equivalente ao caminhão europeu de 16 toneladas existente, com caixa de carga seca ou refrigerada. O Volta Zero é um caminhão de médio porte 100% elétrico a bateria projetado especificamente para logística urbana. O projeto inicial do Volta Zero usa um eAxle compacto, composto por motor elétrico, transmissão e eixo em uma única unidade, fornecido pela Meritor, com sede em Michigan, e baterias de alta tensão localizadas dentro dos trilhos do chassi da Proterra, com sede na Califórnia. A Volta Trucks apresentará inicialmente uma Frota Piloto de 100 caminhões Classe 7 em meados de 2023 que será avaliada por clientes dos EUA, começando em Los Angeles em meados de 2023, com cidades adicionais a seguir, antes do lançamento de veículos de produção em 2024. (Green Car Congress – 06.05.2022)

<topo>

6 Daimler Buses: Veículos neutros em emissões em todos os segmentos até 2030

A Daimler Buses pretende oferecer veículos neutros em CO2 baseados em baterias e hidrogênio em todos os segmentos até 2030. O foco inicial será nos principais mercados da Europa e América Latina. Até 2039, apenas veículos novos neutros em CO2 serão vendidos no mercado central da Europa. No segmento de ônibus urbanos, esse será o caso na Europa já em 2030. “Para atingir nossos objetivos climáticos, precisamos de mais veículos com emissão zero. Apoiamos ativamente as empresas de transporte público para descarbonizar suas frotas e fornecer a infraestrutura correspondente. Destinamos um total de 1,25 bilhão de euros para esse fim. Nosso objetivo: até 2030, cada segundo ônibus urbano deve ser eletrificado”, disse Volker Wissing, Ministro Federal do Digital e Transportes da Alemanha. A Daimler Buses planeja lançar o primeiro ônibus intermunicipal totalmente elétrico a partir de 2025 e ônibus com acionamento por célula de combustível à base de hidrogênio a partir do final desta década. (Green Car Congress – 03.05.2022)

<topo>

7 Stellantis: Novos investimentos para acelerar eletrificação

A Stellantis planeja investir US$ 2,8 bilhões para garantir o futuro de suas fábricas de montagem de Windsor e Brampton (Ontário, Canadá) e expandir seu Centro de Pesquisa e Desenvolvimento Automotivo para acelerar a mudança da empresa para um futuro sustentável. Este anúncio também apoia o plano estratégico Dare Forward 2030 da empresa e sua estratégia de eletrificação de longo prazo para investir US $ 35 bilhões até 2025 em eletrificação e software globalmente. O anúncio aumenta o investimento geral da empresa em Ontário para US $ 6,7 bilhões quando combinado com a fábrica de baterias da joint venture Stellantis-LG Energy Solution, que criará 2.500 novos empregos na província. Também dobra o compromisso de investimento de US $ 1,2 bilhão feito durante as negociações do contrato de 2020. A fábrica de montagem de Windsor será transformada para dar suporte à produção de uma nova arquitetura de veículo multienergético (MEV, na sigla em inglês) que fornecerá capacidade de bateria elétrica para vários modelos. A fábrica terá flexibilidade máxima para ajustar os volumes de produção conforme necessário para atender às mudanças na demanda do mercado na próxima década. O reequipamento está previsto para começar em 2023. A Fábrica de Montagem de Brampton será reequipada e totalmente modernizada a partir de 2024. Quando a produção for retomada em 2025, a fábrica apresentará uma arquitetura totalmente nova e flexível para apoiar os planos de eletrificação da empresa. (Green Car Congress – 03.05.2022)

<topo>

8 BMW: Nova estratégia de produção “iFACTORY”

A estratégia de produção iFACTORY da BMW define a orientação futura das fábricas e tecnologias de produção no BMW Group e atende aos desafios da transformação para a mobilidade elétrica. “A fabricação automotiva do futuro requer uma maneira nova e holística de pensar. Com o nosso BMW iFACTORY, estamos liderando o caminho e estabelecendo novos padrões em flexibilidade, eficiência, sustentabilidade e digitalização”, disse Milan Nedeljkovic, Membro do Conselho de Administração da BMW AG, responsável pela Produção. O BMW iFACTORY concentra a experiência de produção do BMW Group em três áreas de tópicos principais: LEAN, que significa eficiência, precisão e extrema flexibilidade; VERDE, para sustentabilidade, eficiência de recursos e circularidade; e DIGITAL, para o uso ativo da digitalização em ciência de dados, inteligência artificial (IA) e virtualização. O BMW Group já está dobrando sua produção de VEs em 2022, tendo entregue mais de 35.000 carros totalmente elétricos aos clientes apenas no primeiro trimestre. “O BMW iFACTORY atende não apenas à crescente demanda dos clientes por veículos elétricos, mas também ao nosso desejo, como membro da sociedade, de apoiar a proteção climática e a sustentabilidade. Estamos usando a digitalização para que isso aconteça – enquanto permanecemos absolutamente competitivos”, disse Milan Nedeljkovic. (Green Car Congress – 01.05.2022)

<topo>

9 Volvo/Cetelem: Parceria visa o financiamento de VEs em Portugal

A Volvo Cars e o Cetelem BNP Paribas Personal Finance assinaram um memorando de entendimento que visa o financiamento de carros elétricos. Deste acordo, que tem início em outubro de 2022, vai surgir a possibilidade das empresas, particulares e concessionários acederem a uma oferta de produtos de retalho, crédito, leasing, aluguer de longa duração, crédito com valor final garantido, seguros e até serviços especializados de financiamento. Esta parceria contempla ainda o desenvolvimento de programas de fidelização de clientes premium Volvo e o financiamento do stock de viaturas da Rede de Concessionários da marca. Por fim, está também previsto o acompanhamento reforçado da Rede e a transformação digital da marca. O Cetelem vai apoiar o desenvolvimento e a transformação da Volvo em Portugal através de soluções de mobilidade elétrica. (Fleet Magazine – 06.05.2022)

<topo>

10 Ford Pro: Solução de carregamento para frotas comerciais

A Ford Pro lançou uma solução de carregamento elétrico para ajudar os seus clientes frotistas a definirem a melhor estratégia de carregamento dos seus carros elétricos. A solução Ford Pro Carregamento integra-se com as restantes soluções da plataforma Ford Pro e, além de procurar simplificar o carregamento para os condutores, visa também apoiar as empresas na instalação de infraestrutura de carregamento. Esse apoio materializa-se numa equipe de consultores que trabalham em conjunto com os clientes das frotas comerciais, por forma a ajudá-los na identificação da melhor solução de carregamento para o seu negócio. Uma solução ponta a ponta, personalizável, que inclui a instalação de hardware e software de gestão. De acordo com a Ford, a Ford Pro Carregamento “compreende a crescente pressão colocada sobre as frotas rumo à eletrificação, tanto nas empresas que procuram cumprir os seus objetivos de sustentabilidade, como de clientes cada vez mais ambientalmente conscientes”. (Fleet Magazine – 05.05.2022)

<topo>

11 Volkswagen: Panorama de vendas de VEs e gargalos no fornecimento de componentes

A Volkswagen já alocou toda sua produção de carros elétricos de 2022 tanto na Europa quanto nos Estados Unidos. A situação ‘esgotado’ se deve à combinação de uma forte demanda, por um lado, e uma de uma queda na oferta causada pela crise global no fornecimento de componentes. No primeiro trimestre de 2022, o grupo de Wolfsburg como um todo vendeu 99.000 carros elétricos no mundo e não produziu mais não por falta de demanda, mas sim por uma desaceleração na produção imposta pela situação atual. O próprio Herber Diess, citado pelo Financial Times, explicou que a demanda é alta e que, somente no Velho Continente, as encomendas de carros elétricos ultrapassaram 300.000 unidades. Por essa razão, europeus e americanos que agora compram um carro movido a bateria do grupo não o receberão antes de 2023. Mesmo na China, onde os bloqueios causados pelo retorno da pandemia e onde as vendas neste começo de ano pararam em 28.800 carros elétricos, a demanda está aumentando. A Volkswagen estabeleceu a meta de vender cerca de 700 mil carros elétricos em 2022. (Inside EVs – 05.05.2022)

<topo>

12 Volvo Trucks: Caminhões elétricos já podem ser encomendados de forma oficial

A Volvo Trucks abriu oficialmente o sistema de pedidos para sua linha de caminhões elétricos pesados, o FH, FM e FMX. Até agora, a Volvo Trucks oferecia principalmente aos clientes e parceiros a assinatura de cartas de intenção de compra, mas agora a fabricante está começando a aceitar pedidos oficiais. A produção em série dos caminhões elétricos pesados em Gotemburgo está programada para começar no outono e será incrementada gradualmente, de acordo com a fabricante. No entanto, os números de unidades planejados ou metas de vendas não são mencionados. A Volvo publicou dados técnicos sobre o trio de caminhões elétricos FH, FM e FMX em junho de 2021. A empresa está posicionando o FH Electric no segmento de transporte regional e inter-regional, o FM Electric como um caminhão versátil para transporte pesado local e transporte regional de distribuição, e o FMX Electric como um veículo mais limpo e silencioso para o setor de construção. (Electrive – 02.05.2022)

<topo>

13 Rivian: Nova fábrica de VEs nos EUA recebe incentivos do governo

A Rivian recebeu incentivo fiscal do governo da Geórgia para construir sua segunda fábrica nos EUA, mais precisamente em um local perto de Atlanta. Trata-se de um pacote de créditos fiscais, abatimentos e subsídios tanto do estado quanto do município, tendo sido apresentado pelo Departamento de Desenvolvimento Econômico da Geórgia. Com sede em Irvine, Califórnia, a Rivian tem uma fábrica já operacional em Normal, Illinois, que era a antiga fábrica da Mitsubishi Motors. A Rivian promete gerar 7.500 empregos diretos até o final de 2028. Nesse caso, a empresa receberá US$ 476 milhões, enquanto o governo promete mais de US$ 288 milhões em investimentos para formação de mão de obra e especialização para a fábrica da Rivian. O montante ainda será usado para terraplanagem da planta e abatimentos de quatro condados que teriam direito a renúncia fiscal de US$ 700 milhões em 25 anos. Para compensar, a parte não abatida do negócio gerará US$ 330 milhões em impostos para os condados. (Notícias Automotivas – 04.05.2022)

<topo>

14 CATL: Planos para a produção de baterias nos EUA

A CATL está em fase final de testes nos Estados Unidos para atender veículos elétricos, o que seria a primeira produção da chinesa no segundo maior mercado de automóveis do mundo, disseram fontes à Reuters. A empresa negocia para abrir fábricas que atenderiam BMW e Ford. Os potenciais locais de instalação incluem os Estados da Carolina do Sul e do Kentucky, onde essas montadoras têm unidades de produção, disseram duas fontes à Reuters, sob condição de anonimato. No caso da potencial fábrica da Carolina do Sul, o objetivo seria para o começo da produção de baterias em 2026, disse uma das fontes. A consideração do investimento em baterias pela CATL ocorre enquanto o governo norte-americano lança medidas para incentivar investimentos em veículos elétricos. (Forbes – 06.05.2022)

<topo>

 

 

Meio Ambiente

1 ESG: Ouro Verde investe na compra de caminhões elétricos

A Ouro Verde, especialista em gestão e terceirização de frotas de automóveis, caminhões, máquinas e equipamentos pesados, controlada pela Brookfield, investirá R$ 100 milhões na aquisição de caminhões movidos a energia limpa. Desse total, R$ 50 milhões serão direcionados exclusivamente a 100 modelos elétricos. A iniciativa faz parte da agenda ESG da companhia, com práticas sustentáveis em todas as esferas do negócio, e reflete a demanda do mercado, com empresas cada vez mais engajadas em reduzir a pegada de carbono de suas operações. A Ouro Verde atua em diferentes setores da economia, como consumo, varejo, agronegócio, saneamento, infraestrutura, construção civil, industrial, florestal, mineração e portos. As primeiras entregas contam com oito caminhões elétricos da JAC Motors, modelo iEV1200T, e outros 20 veículos movidos a GNV. (Monitor Mercantil – 06.05.2022)

<topo>

2 ESG: Toyota e GM apresentam soluções e metas de diversidade, governança e sustentabilidade ambiental

A agenda de ESG ganhou força no mundo corporativo nos últimos anos. No setor automotivo, empresas passaram a olhar mais para diversidade, governança e temas ambientais – desde a descarbonização do setor até a mobilidade elétrica. Pensando nisso, o #ABPlan – Planejamento Automotiva 2022 debateu caminhos e soluções para colocar em prática essa agenda. O evento, realizado por Automotive Business, aconteceu no dia 27 de abril, on-line. Participaram do painel a vice-presidente de relações públicas, comunicação e ESG da General Motors, Marina Willisch e a diretora de comunicação e sustentabilidade da Toyota, Viviane Mansi. Viviane, citou um exemplo de como o ponto de vista ESG pode impactar a abordagem das empresas e do setor automotivo, “se pensamos no incentivo fiscal para uma determinada tecnologia que vai beneficiar a sociedade, é válido. Mas isso não pode ser por um longo prazo e beneficiar mais uma empresa do que a sociedade”. Para Marina Willisch, é essencial que toda a organização esteja comprometida com a pauta, “todos os tópicos de ESG precisam ser transversais na corporação. Em toda decisão que se toma dentro da empresa, a agenda ESG tem de ser levada em consideração. Seja na contratação de pessoas, gestão da empresa, ou qualquer iniciativa”. Ela ressalta ainda que é importante começar dentro das montadoras e depois engajar todo o setor automotivo. (Automotive Business – 02.05.2022)

<topo>

3 ESG: Volvo Trucks e Bucher colaboram para eletrificar caminhões de serviços municipais na Europa

A Volvo Trucks e a Bucher Municipal agora firmaram uma colaboração para eletrificar caminhões limpadores de esgoto. Até o final de 2023, a Bucher Municipal espera entregar até 80 caminhões limpadores de esgoto totalmente elétricos para cidades na Europa. A introdução de mais zonas de emissão zero em cidades ao redor do mundo está gerando demanda por caminhões totalmente elétricos. Para atender a essa demanda, a Bucher Municipal, fornecedora líder de veículos municipais, como varredores de rua, equipamentos de manutenção de inverno, veículos de lixo e caminhões de limpeza de esgoto, uniu forças com a Volvo Trucks para desenvolver um limpador de esgoto totalmente elétrico construído no Volvo FL Caminhão elétrico. A meta da Volvo Trucks é que os modelos elétricos representem metade de suas vendas de caminhões em 2030. (Green Car Congress – 04.05.2022)

<topo>

4 Espanha: Grupo de empresas querem proibir a venda de veículos a combustão

A Iberdrola, Cabify, Uber, Endesa, EDP, Acciona, BlaBlaCar, entre outras, em conjunto com as fundações Renovables e Ecodes e a ONG Transportes & Ambiente assinaram uma carta, dirigida à Ministra da Transição Ecológica, Teresa Ribera, em que pedem que, “em linha com a maioria dos países europeus, a Espanha se posicione a favor de acabar com a venda de carros de combustão interna no ano de 2035”. A partir dessa data, só devem ser vendidos veículos com emissão zero. Em julho passado, a Comissão Europeia apresentou o pacote legislativo Fit for 55 com o objetivo de atualizar os regulamentos europeus para torná-lo compatível com o Pacto Verde Europeu e limitar o aquecimento global a +1,5 graus Celsius. Na Espanha, o setor dos transportes continua a ser o maior emissor de gases com efeito de estufa e a estrada representa mais de 90% das suas emissões. Esta solicitação é baseada em dados recentes que suportam sua necessidade e sua viabilidade. Segundo os signatários, até esta data fabricar VEs será muito mais barato do que produzir veículos de combustão interna. (Energías Renovablesl – 05.05.2022)

<topo>

 

 

Eventos e Estudos

1 T&E: Disponibilidade de matérias-primas para a produção de VEs

A organização não-governamental Transport & Environment (T&E) acaba de publicar um relatório no qual sustenta que há lítio e níquel suficientes para fabricar até 14 milhões de carros elétricos a bateria em todo o mundo até 2023, 55% a mais do que as estimativas atuais do mercado, mesmo sem suprimentos russos. O novo estudo sobre disponibilidade de matérias-primas a curto prazo diz que até 2025, mesmo que os suprimentos de matéria-prima diminuam e permaneçam abaixo da capacidade das fábricas de baterias, 21 milhões de veículos poderão ser produzidos com eletricidade, quase 50% a mais do que as projeções do mercado. Nesse sentido, a Transport & Environment pediu aos governos europeus que “façam mais” para fortalecer o acesso a metais “chave” para garantir a segurança energética ecológica. Os autores do estudo reconhecem que o aumento das vendas de carros elétricos na China e nos Estados Unidos conduz à concorrência pelas matérias-primas, e a este respeito destacam que ambos os países introduziram medidas para garantir o acesso às mesmas. O documento pode ser acessado por este link. (Transport & Environment – 03.05.2022)

<topo>

2 NYTIMES: Percepção de insegurança é obstáculo à ampla adoção de VEs

Veículos elétricos, muitos deles, estão chegando, estejamos prontos ou não. Os iminentes padrões corporativos de economia média de combustível e a necessidade de os fabricantes padronizarem a produção tornaram inevitável a mudança para a eletricidade. Mas enquanto a produção de VEs está acelerando rapidamente, há obstáculos no caminho. O preço é um obstáculo para a aceitação dos VEs pelo consumidor, mas isso provavelmente se tornará menos preocupante à medida que o aumento da produção leva a economias de escala e o avanço da tecnologia reduz os custos. Outro obstáculo que pode não ser facilmente superado é a percepção da segurança veicular. No ano passado, a GM teve que avisar os compradores da Bolt que eles não podiam estacionar seus carros dentro de casa depois que alguns veículos pegaram fogo enquanto carregavam. Embora esses incêndios tenham gerado manchetes, a angústia parece ser injustificada. A AutoInsuranceEZ estudou a frequência de incêndios — de todas as causas, incluindo colisões — em automóveis em 2021. Descobriu que veículos híbridos, que possuem motor de combustão interna e motor elétrico, tiveram mais incêndios por 100.000 veículos (3.475), enquanto veículos com apenas um motor de combustão interna ficou em segundo lugar (1.530 por 100.000). Os veículos totalmente elétricos tiveram o menor número: 25 por 100.000. Essas descobertas foram baseadas em dados do National Transportation Safety Board e do Bureau of Transportation Statistics. (The New York Times – 05.05.2022)

<topo>

3 Electrify America: Sessões de carregamento de VEs em 2021

A Electrify America forneceu 1,45 milhão de sessões de carregamento de veículos elétricos para clientes em 2021, destacando a rápida implantação de suas estações de carregamento nos Estados Unidos. Em comparação, a empresa registrou 268.000 sessões de carregamento de VEs de clientes em 2020. A empresa distribuiu 41,4 gigawatts-hora de energia para alimentar os veículos elétricos dos clientes em 2021. A Electrify America estima que os motoristas de veículos elétricos evitaram o uso de 5,7 milhões de galões de gasolina enquanto viajavam mais de 145 milhões de milhas de veículos elétricos. A Electrify America possui 800 estações de carregamento e cerca de 3.500 carregadores individuais abertos ou com construção concluída. A Electrify America espera ter mais de 1.800 estações de carregamento total com mais de 10.000 carregadores nos Estados Unidos e Canadá até 2026. (Green Car Congress – 03.05.2022)

<topo>


Equipe de Pesquisa UFRJ
Editor: Prof. Nivalde J. de Castro (nivalde@ufrj.br)
Subeditores: Fabiano Lacombe e Luiza Masseno
Pesquisadores: João Pedro Gomes, Leonardo Gonçalves e Vinicius José da Costa
Assistente de pesquisa: Sérgio Silva

As notícias divulgadas no IFE não refletem necessariamente os pontos da UFRJ. As informações que apresentam como fonte UFRJ são de responsabilidade da equipe de pesquisa sobre o Setor Elétrico do Instituto de Economia da UFRJ.

POLÍTICA DE PRIVACIDADE E SIGILO
Respeitamos sua privacidade. Caso você não deseje mais receber nossos e-mails,  Clique aqui e envie-nos uma mensagem solicitando o descadastrado do seu e-mail de nosso mailing.


Copyright UFRJ

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 



 

 

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: