IFE.TEX 46

Informativo Eletrônico – Tecnologias Exponenciais nº 46 – publicado em 24 de junho de 2021.

IFE: Informativo Eletrônico de Tecnologias Exponenciais – GESEL-UFRJ <!–

l

IFE: nº 46 – 24 de junho de 2021
http://gesel.ie.ufrj.br/
gesel@gesel.ie.ufrj.br

Editor: Prof. Nivalde J. de Castro

Índice

Transição Energética
1
1ª usina de energia termossolar da América Latina inaugurada no Chile
2 Hidrogênio verde revolucionará o setor elétrico na visão de especialista
3 Neoenergia e governo de Pernambuco assinam acordo para hidrogênio verde
4 Toyota planeja atingir neutralidade de carbono em 2035
5 Portugal: Galp construirá usina de hidrogênio verde para descarbonizar refinaria

Geração Distribuída
1 Grupo Interalli pretende implantar 1 GW de solar no Piauí
2 TIM e IHS ampliam cobertura 4G utilizando energia solar
3 Equatorial Energia anuncia compra de E-Nova, de energia solar, por R$ 7,5 mi
4 Win investirá R$ 80 mi para atender crescimento de projetos de energia solar no Brasil

Armazenamento de Energia
1 Dispositivo de ondas Mocean Blue X colocado à prova

Mobilidade Elétrica
1 Ônibus elétrico intermunicipal inicia testes no sul do Brasil
2 BYD faz testes com ônibus elétricos e busca obter panorama mais claro
3 Projetos de ‘Carros voadores’, elétricos e autopilotos
4 Volkswagen transforma ilha grega em projeto de transição para mobilidade elétrica

5 Nissan vai lançar tecnologia de célula de combustível
6 Eve faz parceria com startup de Cingapura com foco na região da Ásia e Pacífico

Digitalização
1 Cepel desenvolve versão demo do SAP Analytics Cloud do sistema DianE
2 EDP recebe autorização para operar drone em inspeções de ativos de energia no Brasil
3 Omega e IBM criam plataforma para melhorar a previsão de geração de energia renovável
4 Enel fecha acordo com PicPay para pagamento das contas de luz em canal digital

5 Empresas italianas vão desenvolver soluções energéticas e ambientais para cidades

Artigos e Estudos
1 REN21 lança o relatório do status global das energias renováveis em 2021
2 Artigo da Escola de Regulação de Florença sobre os tipos de novas transações no mercado


 

 

Transição Energética

1 1ª usina de energia termossolar da América Latina inaugurada no Chile

O Chile inaugurou na terça-feira (08) a primeira usina termossolar da América Latina, a Cerro Dominador, no deserto do Atacama, o mais seco e com maior radiação solar do mundo. O projeto consiste em dois componentes, que juntos gerarão uma capacidade total de 210 MW e fornecerão energia verde para a rede elétrica chilena: um sistema fotovoltaico de 100 MW, em operação desde 2017, com 392 mil painéis solares, e um inovador sistema solar térmico, com 110 MW de capacidade instalada. O projeto ajudará a evitar a emissão de 630 mil toneladas de CO2 por ano, o que equivale à circulação de 135 mil veículos por ano. Com um investimento total de US$ 1,3 bilhão, o complexo é financiado pela União Europeia e pelo banco alemão de desenvolvimento KfW, entre outros, e suas principais construtoras são Acciona e Abengoa, da Espanha. Até 2021, disse Piñera, mais projetos de energia limpa serão inaugurados no Chile “do que em toda a história anterior do país”, com uma capacidade instalada de quase 6.700 MW/EFE. (O Estado de São Paulo – 09.06.2021)

<topo>

2 Hidrogênio verde revolucionará o setor elétrico na visão de especialista

O ‘hidrogênio verde’ é o hidrogênio a partir de energias renováveis, que está hoje em testes e que pode revolucionar ainda mais o setor elétrico, afirma o presidente da consultoria PSR, Luiz Barroso. Segundo o especialista, como o hidrogênio é um combustível intensivo em energia e muito transversal, começou a ganhar muita tração. “Até porque, mesmo que a gente consiga trabalhar num sistema 100% renovável, descarbonize tudo, existem alguns setores, sobretudo industriais, que são difíceis de descarbonizar pela característica do processo. Então o hidrogênio passou a ser o elo perdido nessa transição energética porque consegue entrar para atuar como combustível para descarbonizar setores que são difíceis de serem descarbonizados.” (O Estado de São Paulo – 10.06.2021)

<topo>

3 Neoenergia e governo de Pernambuco assinam acordo para hidrogênio verde

A Neoenergia e o governo de Pernambuco assinaram na última quinta-feira (10) um memorando de entendimentos para o desenvolvimento de um projeto piloto de produção de hidrogênio verde no Porto de Suape. O objetivo da iniciativa é viabilizar a demanda pelo hidrogênio verde e preparar o Porto de Suape para se tornar um hub de exportação do insumo. O acordo tem prazo de um ano com possível extensão. “A parceria firmada é de extrema relevância para o País, visto que Suape possui um polo petroquímico, com localização estratégica para áreas destinadas a terminais, logística, serviços e indústrias, em especial aos mercados europeus e americanos”, disse a Neoenergia em comunicado. O Ceará já tem iniciativas semelhantes em andamento, tendo como base o Porto de Pecém. (Brasil Energia – 11.06.2021)

<topo>

4 Toyota planeja atingir neutralidade de carbono em 2035

A Toyota anunciou na sexta-feira (11) em um evento que agora pretende atingir a neutralidade de carbono em sua produção até 2035, ante a meta inicial de 2050. Isso envolverá, por exemplo, a otimização dos processos de pintura, um dos trabalhos mais intensivos em energia da indústria automotiva, ao mesmo tempo em que se desenvolve o uso de técnicas alternativas, como os filmes adesivos. A Toyota é pioneira em veículos híbridos e veículos movidos a hidrogênio, mas agora também está acelerando no campo de veículos elétricos. (Inside EVs – 14.06.2021)

<topo>

5 Portugal: Galp construirá usina de hidrogênio verde para descarbonizar refinaria

A Galp Energia, uma empresa de origem portuguesa, contém uma refinaria em Lisboa que é a maior consumidora de hidrogênio cinza a partir do gás natural em todo Portugal, todavia, este processo emite GEEs, o que não condiz com a atual busca da transição energética. Dessa maneira, visando descarbonizar a sua refinaria, a Galp está planejando construir uma usina de hidrogênio com capacidade de 100 MW e ter seu eletrolisador alimentado por energia renovável, produzindo então o hidrogênio verde. Com investimentos entre 100 milhões e 200 milhões de euros, a empresa espera concluir a usina até o ano de 2025. Ademais, após a construção da planta, a empresa pretende ampliar o uso do hidrogênio verde, além de descarbonizar a refinaria, a Galp pretende produzir combustíveis sintéticos (efuel) e/ou amoníaco verde. (Fuel Cells Works – 14.06.2021)

<topo>

 

 

Geração Distribuída

1 Grupo Interalli pretende implantar 1 GW de solar no Piauí

O Grupo Interalli está desenvolvendo três projetos de complexos fotovoltaicos no Piauí, que somam aproximadamente 1 GW. O primeiro deles, Marangatu (360 MW), em parceria com a Canadian Solar, teve a construção autorizada pela Aneel em maio. O empreendimento venceu leilão de energia realizado por Furnas em novembro e é composto por 12 usinas que serão construídas em área de 1.500 hectares, no município de Brasileira. As obras têm previsão de início em outubro de 2022 e de operação comercial em outubro de 2023, com prazo de concessão de 35 anos. Já o complexo Carnaúba (392 MW) é composto por nove usinas solares que deverão ser instalados em área de 1.300 hectares. Enquanto o complexo de Brasileira (232 MW) tem área prevista de 800 hectares, com seis parques. O Grupo Interalli também atua na geração distribuída e está construindo duas usinas solares em Minas Gerais, nas cidades de Nanuque e Cássia, cada uma com 5 MW. (Brasil Energia – 09.06.2021)

<topo>

2 TIM e IHS ampliam cobertura 4G utilizando energia solar

A TIM se aliou à IHS Towers para expandir seu projeto de antenas alimentadas por energia solar, chamado Sky Coverage, em rodovias, distritos e resorts, como parte do propósito de aumentar a cobertura 4G no país de forma sustentável. A primeira torre foi instalada em Bocaina (SP). O Sky Coverage tem como principal objetivo levar a rede de quarta geração a locais de difícil acesso e sem energia elétrica disponível, com a instalação de torres e antenas alimentadas por painéis solares. Desta forma, a operadora avança em sua estratégia de entregar conectividade a todos os municípios brasileiros até o final de 2023. Segundo a TIM, com torres autossustentáveis, através da geração solar fotovoltaica, é possível ter mais autonomia e maior vida útil do equipamento, mantendo a cobertura 4G com infraestrutura simplificada, de baixo impacto ambiental e menor custo. A operadora de telecomunicações prevê, até 2025, alcançar 80% de ecoeficiência no tráfego de dados e ter 90% do consumo de energia proveniente de fontes renováveis. (Brasil Energia – 09.06.2021)

<topo>

3 Equatorial Energia anuncia compra de E-Nova, de energia solar, por R$ 7,5 mi

A Equatorial Energia anunciou a aquisição, por meio de sua subsidiária Equatorial Geração Distribuída, da E-Nova por R$ 7,5 milhões. Segundo o site da empresa comprada, a E-Nova é pioneira em energia solar no Brasil, líder no Maranhão e uma das cinco maiores do Nordeste. “A operação contribuirá para acelerar a atuação da companhia em um novo segmento de mercado, com foco em oferecer soluções técnicas em eficiência energética e geração de energia elétrica a partir de fontes renováveis, inclusive por meio da geração distribuída, o que permitirá a companhia avançar em sua estratégia de criação de valor”, aponta o fato relevante da Equatorial. (Broadcast Energia – 10.06.2021)

<topo>

4 Win investirá R$ 80 mi para atender crescimento de projetos de energia solar no Brasil

A distribuidora de equipamentos fotovoltaicos Win Energias Renováveis, pretende investir R$ 80 milhões em estoque para atender o crescimento de projetos de energia solar no Brasil, este ano. Com os investimentos, a Win Energias Renováveis pretende figurar entre as top três empresas de distribuição de geradores fotovoltaicos no Brasil este ano. O investimento está em linha com as projeções de crescimento do segmento de energia solar fotovoltaica. De acordo com a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), o setor deve crescer 68% neste ano em capacidade instalada, adicionando 4,9 gigawatts (GW) de potência à matriz elétrica brasileira. A maior parte dos projetos que entrarão em operação em 2021, são de geração distribuída (GD), que deve adicionar 3,9GW. As usinas de grande porte devem ter o incremento de 1,1 GW. (Broadcast Energia – 10.06.2021)

<topo>

 

 

Armazenamento de Energia

1 Dispositivo de ondas Mocean Blue X colocado à prova

A Mocean Energy começou a testar seu protótipo de energia das ondas Blue X no European Marine Energy Centre (EMEC) em Orkney, Escócia. A máquina de ondas de 20 metros de comprimento e 38 toneladas foi ancorada no local de teste Scapa Flow da EMEC e comissionada com sucesso para os primeiros testes de mar. Mais tarde neste verão, o Blue X será movido para o local de teste de ondas conectadas à rede da EMEC em Billia Croo, onde fará seu teste em condições de mar aberto mais rigorosas. Em 2022, a empresa planeja conectar o dispositivo a uma bateria submarina que será usada para alimentar um veículo subaquático autônomo operado remotamente. O diretor-gerente da Mocean Energy, Cameron McNatt, disse: “Este é um momento muito emocionante, pois colocamos nosso primeiro protótipo para teste no mar. Após a instalação bem-sucedida na sexta-feira, o Blue X gerou sua primeira energia e continuou a gerar energia, carregando baterias, durante todo o fim de semana. (Renews – 14.06.2021)

<topo>

 

 

Mobilidade Elétrica

1 Ônibus elétrico intermunicipal inicia testes no sul do Brasil

A primeira operação intermunicipal com o uso de um ônibus elétrico rodoviário teve início na semana passada no Sul do Brasil. Em parceria com a Marcopolo e a Expresso Princesa dos Campos, a BYD anuncia mais uma iniciativa de mobilidade elétrica na área de transporte de passageiros no país. Ainda em testes, o serviço será oferecido pela plataforma Embarca que reúne várias empresas de transporte de passageiros da região Sul e cobrirá o trecho entre Curitiba e Ponta Grossa, no Paraná, com duração de 90 dias nesta primeira fase. O ônibus elétrico tem capacidade para até 44 passageiros, o veículo tem autonomia para rodar até 300 km com uma única carga. A BYD informa que a recarga completa das baterias de alta tensão pode ser feita em cerca de quatro horas. (Inside EVs – 07.06.2021)

<topo>

2 BYD faz testes com ônibus elétricos e busca obter panorama mais claro

No final de 2020, a BYD deu início ao primeiro teste com um ônibus elétrico rodoviário no país, que está sendo realizado no Espírito Santo. Um projeto que envolve a parceira da EDP, VIX Logística (empresa do Grupo Águia Branca), WEG e CERTI, e terá duração de 18 meses, com investimento total de R$ 6,6 milhões. Superada esta fase de testes iniciais, teremos um panorama mais claro das possibilidades de uso desse tipo de veículo nas estradas do país. Caso seja realmente viável, será um importante passo para o avanço da mobilidade elétrica em uma complementação ao uso cada vez maior dos ônibus elétricos nas cidades. Segundo o monitor E-bus Radar, elaborado pelo Labmob da Universidade Federal do Rio de Janeiro, atualmente, o Brasil ocupa o quarto lugar no ranking mundial de países com a maior frota de ônibus elétricos. (Inside EVs – 07.06.2021)

<topo>

3 Projetos de ‘Carros voadores’, elétricos e autopilotos

O Projeto Vahana, da Airbus, busca criar uma aeronave VTOL elétrica totalmente autopiloto. No início de 2018, o protótipo Vahana teve seu primeiro teste de voo em escala real bem-sucedido. O design do Volocopter 2X é ambicioso. Desenvolvido na Alemanha, possui 18 rotores movidos a bateria controlados por meio de um único joystick. Produzido pela empresa canadense Opener, o BlackFly combina a pilotagem pessoal com uma riqueza de recursos automáticos, incluindo aterrissagem e funções de retorno automatizado para casa. A aeronave produzida pela Joby Aviation alcança uma velocidade máxima de 320 km/ h. Seis motores elétricos acionam a máquina voadora, que pode acomodar até cinco pessoas. A AeroMobil, com sede na Eslováquia, está em seu quarto protótipo para lançar um carro voador. A empresa está canalizando tempo e dinheiro para o desenvolvimento de um trem de força elétrico. Até agora, as negociações são consideradas embrionárias. Existem no mundo ao menos 140 projetos em curso para desenvolver eVTOLs. (O Globo – 10.06.2021)

<topo>

4 Volkswagen transforma ilha grega em projeto de transição para mobilidade elétrica

Em uma ação que é parte de um estudo acadêmico que servirá de referência para o resto da Europa e terá como objetivo avaliar como funciona uma transição total para a mobilidade elétrica, a Volkswagen anunciou nesta semana que os primeiros carros elétricos da marca foram colocados em serviço na ilha grega Astypalea. Os primeiros veículos elétricos já foram colocados em serviço na ilha grega, também foram inaugurados os primeiros pontos de recarga públicos e privados. Nos próximos anos, a ilha quer mudar para uma mobilidade inteligente e mais sustentável e modernizar completamente seu sistema de energia. O sistema de geração de energia será convertido em energias renováveis em duas fases: em 2023, um novo parque solar fornecerá cerca de 3 mw de energia, cobrindo 100% da energia necessária para carregar os veículos elétricos e mais de 50% da demanda energética geral da ilha. Em 2026, o novo sistema de energia será expandido para cobrir mais de 80% da demanda total de energia. Além disso, um sistema de armazenamento de bateria ajudará a equilibrar a rede e a fazer pleno uso do parque solar. (Broadcast Energia – 12.06.2021)

<topo>

5 Nissan vai lançar tecnologia de célula de combustível

Encher o tanque com gasolina, diesel ou etanol nunca esteve tão pesado. Puxado pela disparada do petróleo e da cotação do dólar, os combustíveis se tornaram artigos de luxo em um cenário de economia em apuros, inflação em alta e renda estrangulada. Mas há esperança no horizonte. A Nissan e o Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (Ipen), ligado à USP, vão apresentar nesta segunda-feira (14) uma nova tecnologia para abastecimento de veículos: a célula de etanol. Os resultados detalhados da pesquisa não foram revelados. A vantagem é que os carros a célula de etanol não precisam de tomada para carregar a bateria e poderão ser reabastecidos em qualquer posto do Brasil. Os estudos começaram em 2016 pela Nissan do Brasil e já foram realizados testes com um protótipo. Assim como os carros 100% elétricos, os que serão movidos a células de etanol terão zero emissão de poluentes. “Essa tecnologia tem potencial de colocar o mercado brasileiro em um novo patamar”, afirmou à DINHEIRO o CEO da Nissan para o Mercosul, Airton Cousseau. (Isto É – 13.06.2021)

<topo>

6 Eve faz parceria com startup de Cingapura com foco na região da Ásia e Pacífico

A Eve, subsidiária da Embraer dedicada ao desenvolvimento de um sistema de mobilidade aérea urbana (UAM), fechou um acordo com a startup Ascent, de Cingapura, com foco na aceleração do desenvolvimento do ecossistema de UAM na região da Ásia-Pacífico. A parceria visa à inserção progressiva dos eVTOLs da Eve na região com a oferta de serviços de táxi aéreo, carga e transporte aeromédico. Com a parceria, as empresas estabelecerão uma prova de conceito para demonstrar a extensão e a penetração de mercado da plataforma da Ascent, enquanto aumenta a acessibilidade a um segmento mais amplo da região da Ásia-Pacífico. A Ascent facilitará a entrada no mercado de soluções dedicadas da Eve. A Ascent conta atualmente com uma base de dados de operadoras aéreas parceiras para serviços dedicados de UAM em toda a Tailândia e nas Filipinas. Além disso, as empresas esperam uma integração completa dos serviços de sistema de gerenciamento de tráfego aéreo urbano da Eve à tecnologia Ascent para garantir operações seguras e com alto potencial de expansão. (Valor Econômico – 14.06.2021)

<topo>

 

 

Digitalização

1 Cepel desenvolve versão demo do SAP Analytics Cloud do sistema DianE

O Cepel lançou, no dia 07 de junho, uma versão demo do SAP Analytics Cloud (SAC) do sistema DianE no portal oficial do SAC Eletrobras. O SAC DianE conta com quatro painéis dimensionados em parceria com as empresas Eletrobras com o objetivo de dar suporte a decisões gerenciais, estratégicas e operacionais no que diz respeito à gestão da manutenção de ativos de transmissão e geração. O SAP Analytics Cloud é uma ferramenta de visualização de dados em nuvem do SAP que combina aspectos de visibilidade de dados, Business Intelligence (BI), planejamento e análise preditiva (classificação, regressão e séries temporais). O SAC permite fácil obtenção de dados de diversas fontes, como leitura direta do SAP ERP ou através da importação de dados externos, integrando-os através de ferramentas analíticas otimizadas para tratamento dos dados. Para ler a matéria na íntegra, clique aqui. (Cepel – 10.06.2021)

<topo>

2 EDP recebe autorização para operar drone em inspeções de ativos de energia no Brasil

A EDP Brasil receberá hoje (10) uma certificação da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para operar comercialmente o Sistema Autônomo-Cooperativo de Planejamento e Execução de Inspeção de Ativos de Energia (SIAD-AERO), que monitora e analisa as redes elétricas no País com o uso de drones. Segundo a empresa, a operação consiste na disponibilização de drones com tecnologia para inspeção de ativos nas áreas de distribuição, transmissão e geração de energia. Em comunicado, a empresa disse que a utilização dos drones ajudará a identificar anomalias nos ativos de energia, assim como outros tipos de riscos, como incêndios ou invasões da faixa próxima à fiação, “o que causa risco ao sistema e à segurança e, principalmente, aos moradores das áreas onde estão instaladas as redes elétricas da empresa”. O sistema foi desenvolvido no programa de pesquisa e desenvolvimento (P&D) para atender as demandas técnicas e operacionais da EDP para contribuir com o planejamento e execução das inspeções dos ativos de energia. (Broadcast Energia – 09.06.2021)

<topo>

3 Omega e IBM criam plataforma para melhorar a previsão de geração de energia renovável

A Omega Energia, uma das empresas líderes em energia renovável no Brasil, e a IBM, criaram uma plataforma para melhorar a previsão de geração de energia renovável com o uso de inteligência artificial e de análises de dados geoespaciais e meteorológicos. A plataforma utiliza machine learning em vários modelos de previsão e observações que, em última análise, fornecem informações precisas, como a velocidade e direção do vento, com até 10 dias de antecedência, impactando positivamente nas decisões estratégicas de operação da companhia, melhorando assim, a geração de energia renovável. (Petronotícias – 09.06.2021)

<topo>

4 Enel fecha acordo com PicPay para pagamento das contas de luz em canal digital

A Enel Distribuição São Paulo fechou um acordo com o PicPay para permitir que seus clientes possam fazer o pagamento das contas de luz com cartão de crédito, por meio do aplicativo. A iniciativa abrange os 24 municípios do Estado de São Paulo atendidos pela concessionária de distribuição e visa estimular o pagamento de faturas de energia por meio de canais digitais. Por conta disso, consumidores de energia que pagarem suas faturas com o serviço do PicPay entre 1º e 30 de junho, participarão de um programa de cashback. De acordo com comunicado da Enel, os consumidores que optarem pela modalidade de pagamento de crédito à vista no PicPay terão direito a um cashback de 40% do valor da conta de luz, limitado a R$ 15,00. Já aqueles que parcelarem a conta de energia em até 12 vezes, receberão um crédito com até 20% do valor da fatura. (Broadcast Energia – 11.06.2021)

<topo>

5 Empresas italianas vão desenvolver soluções energéticas e ambientais para cidades

As empresas italianas Enel X, Leonardo e TIM assinaram esta semana um acordo de intenções para o desenvolvimento de soluções conjuntas para cidades inteligentes. Assinado na Embaixada do Brasil na Itália, o acordo pretende impulsionar soluções para aumento da segurança de cidades, indústrias e residências, bem como a expertise da indústria brasileira. Entre as possíveis aplicações a serem desenvolvidas está a implantação de tecnologias de segurança integrados a sensores inteligentes, como medição do clima e poluição, a implantação de sistemas de recarga para veículos elétricos, desenvolvimento de soluções de engenharia para eficiência energética em edifícios, oferta de energia renovável por meio de usinas de geração distribuída e utilização de plataformas de monitoramento em tempo real para climatização, entre outras soluções. (Broadcast Energia – 11.06.2021)

<topo>

 

 

Artigos e Estudos

1 REN21 lança o relatório do status global das energias renováveis em 2021

A REN21, que é uma comunidade global sobre energia renováveis que une cientistas, governos, ONGs, entre outras pessoas e instituições interessadas no assunto, lançou no dia 15 de junho o relatório sobre o status global das energias renováveis no ano de 2021, tratando sobre as políticas, os mercados e diversas outras questões do setor. O relatório conta com a colaboração de mais de 200 pessoas ao redor do mundo. Para acessar o relatório completo clique aqui. (GESEL – IE – UFRJ – 19.06.2021)

<topo>

2 Artigo da Escola de Regulação de Florença sobre os tipos de novas transações no mercado

No artigo são apresentadas duas formas de venda de energia P2P, que é realizada entre pequenos vendedores, que não são profissionais, e o P2X, que é operado pelos mesmos vendedores, porém para outros participantes do mercado. São analisados três pilares no artigo: o ciclo da transação, os mecanismos de preço e o loop de entrega. O artigo apresenta casos reais para serem analisados, esses são provenientes de sistemas elétricos liberalizados. Para acessar o artigo completo clique aqui. (GESEL – IE – UFRJ – 19.06.2021)

<topo>


Equipe de Pesquisa UFRJ
Editor: Prof. Nivalde J. de Castro (nivalde@ufrj.br)
Subeditores: Fabiano Lacombe, Lorrane Câmara e Luiza Masseno
Pesquisadores: Monique Coimbra e
Walas Júnior
Assistente de pesquisa: Sérgio Silva

As notícias divulgadas no IFE não refletem necessariamente os pontos da UFRJ. As informações que apresentam como fonte UFRJ são de responsabilidade da equipe de pesquisa sobre o Setor Elétrico, vinculada ao NUCA do Instituto de Economia da UFRJ.

POLÍTICA DE PRIVACIDADE E SIGILO
Respeitamos sua privacidade. Caso você não deseje mais receber nossos e-mails,  Clique aqui e envie-nos uma mensagem solicitando o descadastrado do seu e-mail de nosso mailing.


Copyright UFRJ

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 



 

 

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: