IFE.H2 07

Informativo Eletrônico – Geração de Energia com Hidrogênio nº 07 – publicado em 29 de outubro de 2020.

IFE: Informativo Eletrônico de Mobilidade Elétrica – GESEL-UFRJ <!–

l

IFE: nº 07 – 29 de outubro de 2020
http://gesel.ie.ufrj.br/
gesel@gesel.ie.ufrj.br

Editor: Prof. Nivalde J. de Castro

Índice

Políticas Públicas
1
União Europeia: Líderes da Indústria pedem maior participação do hidrogênio no setor
2 Estratégia para o hidrogênio verde de Portugal é “ambiciosa”

Mercado
1 Ways2H, produtora de hidrogênio através de resíduos sólidos, anuncia investimento estratégico
2 Sistema de armazenamento de energia à base de hidrogênio foi concluído na Grécia
3 África do Sul começa a libertar seu potencial de hidrogênio
4 Avanço no projeto piloto de hidrogênio SinneWetterstof
5 Projeto no Reino Unido estuda redes de distribuição de gás para transporte de hidrogênio
6 Snam investe 33 milhões de euros no fabricante de eletrolisadores ITM Power
7 AES Tietê pesquisa geração de energia com hidrogênio
8 Toyota Tsusho conduzirá viabilidade para uso de hidrogênio no porto de Los Angeles
9 Ørsted e Yara unem forças para desenvolver projeto que visa utilizar hidrogênio renovável

10 A maior instalação de hidrogênio verde do mundo caminha rápido na Austrália
11 Doosan e Ceres Power assinam acordo com a Coreia do Sul

12 Novo acordo visa exportar hidrogênio da Islândia para Rotterdam
13 Hungria vê uma boa oportunidade na produção de hidrogênio para cumprir suas metas climáticas

Tecnologia e Inovação
1 A Universidade de Queensland investiga a cana-de-açúcar como fonte para produção de hidrogênio
2 Reabastecimento de Hidrogênio na Lua
3 Células a combustível Hyzon Motors concluem testes bem-sucedidos
4 Lavo revela sistema de armazenamento de hidrogênio para uso diário em residências e empresas

Mobilidade
1 Veículo com motor de combustão interna a hidrogênio é aposta de empresa alemã
2 Do GNV ao hidrogênio para se tornar uma cidade com ar puro
3 Greater Springfield estabelecerá rede de ônibus de hidrogênio
4 França inicia testes em ônibus a hidrogênio Solaris Urbino 12

5 Cidade escocesa terá maior frota de caminhões de lixo a hidrogênio
6 HHI, Hyundai Glovis, Liberian Registry e KR desenvolvem transportador de hidrogênio liquefeito
7 Snam estudará hidrogênio para ferrovias na Itália
8 Projeto de construção de navio de carga movido a hidrogênio verde

9 Puma adiciona mais cinco carros de hidrogênio à sua frota

Eventos
1 1º Fórum Brasileiro de Engenharia de Energia discute produção de hidrogênio a partir do biogás

Artigos e Estudos
1 Hidrogênio é a chave para evitar apagões na Califórnia
2 Novas perspectivas para o mercado de hidrogênio
3 Novo fotoanodo promete alta eficiência na conversão de energia solar em hidrogênio



 

 

Políticas Públicas

1 União Europeia: Líderes da Indústria pedem maior participação do hidrogênio no setor

Em uma carta à Presidência do Conselho da UE, o Ministro de Assuntos Econômicos e Energia e Peter Altmaier, 57 Líderes da indústria pediram “apoio em ferramentas políticas ambiciosas e pragmáticas que permitam o aumento de todas as opções de descarbonização, necessárias para alcançar a neutralidade de carbono até 2050”. Na carta, também solicitaram a criação de condições de concorrência equitativas para tecnologias comercialmente maduras, incentivos em infraestruturas de hidrogênio e eliminação de barreiras jurídicas e administrativas para introdução de hidrogênio na rede de gás, além de apoio as fabricantes européias de eletrolisadores. (Fuel Cell Works – 23.10.2020)

<topo>

2 Estratégia para o hidrogênio verde de Portugal é “ambiciosa”

A Bloomberg descreve a estratégia portuguesa para o hidrogênio como “ambiciosa”. Caso fosse distribuído em proporção ao PIB de cada país, o objetivo comum da União Europeia para 2030, Portugal estaria, com atual estratégia, ultrapassando em mais de 3 vezes a sua parcela. Até 2030, Portugal planeja implementar mais de 2 gigawatts de capacidade de eletrolisadores para produzir hidrogênio verde, o que equivale a uma contribuição de 5% no objetivo da da União Europeia. (e-Global – 23.10.2020)

<topo>

 

 

Mercado

1 Ways2H, produtora de hidrogênio através de resíduos sólidos, anuncia investimento estratégico

A Ways2H, uma empresa formada pela aliança da Clean Energy Enterprises, dos Estados Unidos, e a Japan Blue Energy Corporation, desenvolveu um processo termoquímico baseado na gaseificação de resíduos sólidos urbanos, lodos de águas residuais, plásticos e outros materiais, para conversão em hidrogênio, para mobilidade, microrredes e geração de energia. A empresa está trabalhando para concluir duas instalações comerciais de produção de hidrogênio a partir de resíduos no Japão e na Califórnia. A Ways2H iniciou suas operações em 2019 e recebeu, em sua segunda rodada, um financiamento que apoiará sua expansão e os projetos de conversão de resíduos em hidrogênio, da Pacific6 Enterprises, liderada pelo sócio fundador John C. Molina. (Green Car Congress – 21.10.2020)

<topo>

2 Sistema de armazenamento de energia à base de hidrogênio foi concluído na Grécia

Um sistema de armazenamento de energia à base de hidrogênio foi concluído na microrrede Agkistro, em um projeto chamado REMOTE, da União Europeia. O sistema é baseado na tecnologia da Engie EPS e consiste em um sistema ‘power-to-power’, composto por um eletrolisador, que utiliza eletricidade para conversão em hidrogênio e um sistema de célula de combustível, que converte o hidrogênio armazenado de volta em eletricidade. O projeto, iniciado em 2018, visa demonstrar a viabilidade de tecnologias para produção de hidrogênio e armazenamento de energia renovável em áreas isoladas e fora da rede. (Power Engineering International – 22.10.2020)

<topo>

3 África do Sul começa a libertar seu potencial de hidrogênio

A África do Sul está em uma posição extraordinária para revolucionar sua própria economia e fornecer hidrogênio verde para o mundo, diz novo relatório da PwC South Africa. O país possui recursos solares e eólicos, que se podem alavancar adequadamente essa produção. O relatório destaca que a combinação desses recursos, um bom investidor e um ambiente regulatório adequado, poderá levar a África do Sul a uma transição, tornando-a um exportador de energia verde para o mundo ao lado da descarbonização de grandes setores na sua própria economia. O desenvolvimento do hidrogênio na África do Sul tem sido amplamente impulsionado por iniciativas do setor de mineração, que acredita que a regulamentação é a chave para o país capitalizar o sucesso. (H2 View – 20.10.2020)

<topo>

4 Avanço no projeto piloto de hidrogênio SinneWetterstof

Um projeto inédito que testará até que ponto um eletrolisador de hidrogênio pode acompanhar o perfil de geração de uma usina solar está avançando. O projeto está sendo construído pela Alliander, maior empresa de rede da Holanda. Previsto para estar operacional no final de 2021, o projeto irá fornecer energia do parque solar anteriormente construído pela GroenLeven, para gerar hidrogênio verde como uma forma armazenável de energia por eletrólise da água. A ideia é examinar como a carga de um eletrolisador pode ser usada para reduzir o congestionamento da rede e minimizar a necessidade de extensões da rede para novas usinas solares ou eólicas. (H2 View – 21.10.2020)

<topo>

5 Projeto no Reino Unido estuda redes de distribuição de gás para transporte de hidrogênio

Um estudo de viabilidade que contribui sobre o uso de redes de transmissão e distribuição de gás existentes no Reino Unido, foi lançado pela empresa de soluções de infraestrutura inteligente Costain. A mistura de hidrogênio na rede de gasodutos de gás natural existente em concentrações relativamentes baixas já foi proposta como um meio de transporte de hidrogênio sem aumentar os riscos associados ao uso da mistura. O projeto é o primeiro a reunir todas as redes de distribuição de gás, trabalhando de forma colaborativa para desenvolver uma solução de hidrogênio para fornecer energia descarbonizada para aquecimento, transporte, indústria e geração de energia, ajudando o Reino Unido a cumprir sua meta de ser carbono zero líquido até 2050. (H2 View – 21.10.2020)

<topo>

6 Snam investe 33 milhões de euros no fabricante de eletrolisadores ITM Power

A Snam, uma das principais operadoras de infraestrutura para energia do mundo, anunciou um acordo de colaboração com a ITM Power Plc, produtora de eletrolisadores, com sede no Reino Unido. O acordo prevê o início de uma colaboração comercial e tecnológica, para o desenvolvimento de iniciativas conjuntas, e a entrada da Snam na estrutura acionista da ITM Power Plc, com uma participação minoritária e investimento de 33 milhões de euros. A parceria permitirá às duas empresas fomentar sinergias para o desenvolvimento de novos projetos. (Green Car Congress – 23.10.2020)

<topo>

7 AES Tietê pesquisa geração de energia com hidrogênio

A AES Tietê, em parceria com a empresa Hytron e o Instituto Avançado de Tecnologia e Inovação (IATI), está investindo em um projeto de P&D Aneel para geração de energia com hidrogênio. “O projeto visa substituir parcialmente o combustível fóssil e diminuir consideravelmente as emissões atuais de gases de efeito estufa. Hoje, é comum a utilização de sistemas de GMG (grupo motor gerador) a diesel principalmente como backup de energia, em horários de pico, zonas rurais e, também, em sistemas isolados, gerando impacto ambiental muito alto”, explica Julia Rodrigues, coordenadora de P&D e Inovação da AES Tietê. (Canal Energia – 22.10.2020)

<topo>

8 Toyota Tsusho conduzirá viabilidade para uso de hidrogênio no porto de Los Angeles

A Toyota Tsusho Corporation e a Toyota Tsusho America Inc foram selecionadas pela Organização para o Desenvolvimento de Novas Energias e Tecnologia Industrial para participar de um projeto de pesquisa intitulado “Uma investigação sobre o potencial de produção e uso de hidrogênio com base em um modelo de produção e consumo local”. Para tanto, em setembro de 2020, as duas empresas iniciaram estudos de viabilidade do uso de células a combustível de hidrogênio para movimentar máquinas portuárias e de produção local. O projeto está ocorrendo no Porto de Los Angeles, na Califórnia, nos EUA, que estabeleceu a meta de atingir zero emissões de máquinas portuárias até 2030. (Steel Guru – 22.10.2020)

<topo>

9 Ørsted e Yara unem forças para desenvolver projeto que visa utilizar hidrogênio renovável

Ørsted, líder mundial em desenvolvimento na eólica offshore, e a Yara, empresa líder mundial de fertilizantes, uniram forças no desenvolvimento de um projeto pioneiro de uma usina eletrolisadora a partir de energia eólica de 100MW. O principal o objetivo é substituir o hidrogênio fóssil, usado na produção de amônia, por hidrogênio renovável, com potencial para reduzir mais de 100 mil toneladas de CO2 por ano, o equivalente a retirada de 50 mil carros convencionais das estradas. A usina de hidrogênio renovável produziria cerca de 75 mil toneladas de amônia verde por ano, o equivalente a aprox. 10% da capacidade de uma das fábricas de amônia em Sluiskil. (Fuel Cell Works – 24.10.2020)

<topo>

10 A maior instalação de hidrogênio verde do mundo caminha rápido na Austrália

Na Austrália, o governo de Morrison está ajudando a acelerar a maior instalação para produção de hidrogênio e amônia verde no mundo. O proposto Centro de Energia Renovável Asiático ganhou o status de projeto principal da Ministra da Indústria, Ciência e Tecnologia e tornou-se essencial para a Austrália, pois deve gerar mais de 20.000 empregos diretos e indiretos durante sua construção e mais de 3.000 empregos quando totalmente operacional. Além de exportar energia em grande escala, o centro irá utilizar a energia para as indústrias da região e, auxiliará a Austrália a alcançar a meta de H2 abaixo de US$ 2, tornando o país líder mundial em hidrogênio limpo. (Fuel Cell Works – 24.10.2020)

<topo>

11 Doosan e Ceres Power assinam acordo com a Coreia do Sul

A empresa eletroquímica Ceres Power e a Doosan Fuel Cell assinaram um acordo para construir uma fábrica inicial de células a combustível de 50 MW na Coréia do Sul. A Coreia do Sul tem metas progressivas que incentivam a implantação de tecnologia de hidrogênio e célula de combustível (16 GW até 2040). O contrato de três anos, de 39 milhões de reais, inclui uma licença global não exclusiva para fabricar células a combustível de óxido sólido da Ceres com transferência de tecnologia e desenvolvimento conjunto. (Power Engineering International – 20.10.2020)

<topo>

12 Novo acordo visa exportar hidrogênio da Islândia para Rotterdam

A Companhia Nacional de Energia da Islândia e o Porto de Rotterdam assinaram um MoU (memorando de Entendimento) para realizar um estudo prévio de viabilidade da exportação de hidrogênio verde da Islândia para Rotterdam. De acordo com o MoU, as partes também concordaram com a troca de conhecimentos, com o objetivo de explorar novas oportunidades de cooperação relacionadas ao hidrogênio. (H2 View – 26.10.2020)

<topo>

13 Hungria vê uma boa oportunidade na produção de hidrogênio para cumprir suas metas climáticas

A Hungria será um dos primeiros países a aderir a aliança para uma economia de hidrogênio, planejada pela Comissão Européia. O país está fazendo grandes esforços para descarbonizar o transporte, tendo introduzido o sistema do Green Bus, visando substituir o transporte público por veículos elétricos. O país realizou a Cúpula do Clima de Budapeste em 9 de outubro, visando alcançar suas metas climáticas, e tem o hidrogênio como uma grande promessa para fazer com que o setor de mobilidade seja ambientalmente correto. (The Budapest Times – 22.10.2020)

<topo>

 

 

Tecnologia e Inovação

1 A Universidade de Queensland investiga a cana-de-açúcar como fonte para produção de hidrogênio

Alunos do último ano de engenharia química da Universidade de Queensland estão investigando como a cana-de-açúcar pode ser usada como fonte de energia limpa para a produção de hidrogênio. O Professor Damien Batstone disse que o bagaço e outros resíduos agrícolas são um recurso abundante que pode gerar hidrogênio verde e carbono negativo em escala. O hidrogênio foi produzido através da gaseificação da biomassa, com posterior captura do CO2. “A nova abordagem parece promissora, com o custo tão baixo quanto um terço das opções atuais”, disse o Professor Batstone. (Fuel Cell Works – 24.10.2020)

<topo>

2 Reabastecimento de Hidrogênio na Lua

A Skyre, empresa de produtos de energia limpa sediada em Connecticut, e a especialista em tecnologia criogênica Eta Space, confirmaram que estão trabalhando continuadamente na primeira estação de abastecimento de hidrogênio na Lua. A Skyre viu este novo desafio como uma oportunidade empolgante para ajudar a desenvolver inovações de hidrogênio no espaço e destacar o enorme potencial para o combustível limpo. A ideia é extrair gelo dos polos da Lua e eletrolisar a água do gelo para gerar hidrogênio e oxigênio, que podem ser usados como propelentes para espaçonaves que decolarão da Lua. (H2 View – 21.10.2020)

<topo>

3 Células a combustível Hyzon Motors concluem testes bem-sucedidos

A Hyzon Motors, empresa de veículos movidos a célula a combustível de hidrogênio, revelou hoje novos dados dos testes da última geração de células a combustível com membrana para troca de prótons (PEM), que foram otimizadas para apresentar maior durabilidade e vida útil mais longa. Os testes conduzidos pela empresa de serviços de certificação TUV Rheinland mostraram que as novas células a combustível da Hyzon atingiram densidade de potência volumétrica superior a 6 kW/l e densidade de potência gravimétrica superior a 5,5 kW/l, de acordo com um comunicado à imprensa. Os testes validam o potencial de uso das células para aplicações de mobilidade pesada, portanto, reduzindo a dependência de baterias, e consequentemente descarbonizando a mobilidade de veículos pesados. (Fuel Cell Works – 26.10.2020)

<topo>

4 Lavo revela sistema de armazenamento de hidrogênio para uso diário em residências e empresas

A empresa Lavo lançou oficialmente na terça-feira (20.10), uma tecnologia de armazenamento inovadora, capaz de alimentar um aspirador. A empresa afirma ter o primeiro e único sistema de armazenamento de energia de hidrogênio pronto para uso comercial do mundo, projetado para uso diário em residências e empresas. Sua tecnologia tem uma capacidade de armazenamento três vezes maior e uma vida útil mais de duas vezes maior do que as alternativas de mercado, oferecendo uma proposta de valor única e forte vantagem competitiva.

<topo>

 

 

Mobilidade

1 Veículo com motor de combustão interna a hidrogênio é aposta de empresa alemã

A MAN Trucks&Bus, um dos principais fabricantes da Europa e fornecedora de soluções para veículos elétricos, delineou seu roteiro para o desenvolvimento de soluções de mobilidade sem CO2. Para transporte público e de distribuição, a decisão parece ter sido tomada: os veículos elétricos a bateria são o meio de escolha. O caminhão totalmente elétrico da nova geração de caminhões estará na estrada a partir de 2023. Além do desenvolvimento de baterias, o hidrogênio é uma opção complementar para o transporte de longa distância. A MAN planeja construir protótipos de veículos já no próximo ano, testando seus dispositivos, uma célula a combustível e um motor de combustão H2, uma solução robusta. Testes práticos em cooperação com clientes selecionados estão planejados para 2023/24. O objetivo é testar todo o ecossistema do hidrogênio na logística de transporte. (Green Car Congress – 20.10.2020)

<topo>

2 Do GNV ao hidrogênio para se tornar uma cidade com ar puro

Nova Delhi se tornará a primeira cidade do país a lançar ônibus movidos a GNV enriquecido com hidrogênio (HGNV), um combustível mais limpo que o GNV. No entanto, o HCNG é apenas uma tecnologia “provisória” e o objetivo é finalmente ter ônibus movidos a hidrogênio na capital. A partir da terça-feira (27), 50 ônibus movidos a HGNV chegarão à cidade e funcionarão por seis meses, como parte de um projeto piloto. Após esse período, um relatório de desempenho será realizado, incorporando a economia de combustível e os dados de emissões dos ônibus, que irão funcionar com misturas de combustível GNV e HGNV. A mistura do combustível pode ser utilizada nos motores de transporte público sem qualquer modificação. (ETEnergyworld -20.10.2020)

<topo>

3 Greater Springfield estabelecerá rede de ônibus de hidrogênio

Greater Springfield, uma cidade privada em Queensland, quer estabelecer uma rede de ônibus de hidrogênio, a primeira desse tipo em uma cidade australiana. Os planos também incluem amplo acesso a estações de carregamento de veículos elétricos, pelo menos 30% da cidade reservada como espaço verde, estabelece 100% de participação de renovável local. Espera-se que o projeto seja entregue até 2038, tornando assim Greater Springfield a cidade mais verde do mundo. Para alcançar seus objetivos, a cidade irá investir em várias áreas como: construção, energia, mobilidade, digitalização. (H2 View – 19.10.2020)

<topo>

4 França inicia testes em ônibus a hidrogênio Solaris Urbino 12

Em 2019, durante o UITP Global Public Transport Summit representantes do Solaris e RATP Group (Empresa Pública Autônoma dos Transportes Parisienses) assinaram um contrato para locação e testes do ônibus movido a hidrogênio Urbino 12. Nas próximas semanas, a RATP testará o ônibus movido a hidrogênio nas ruas de Paris, mais especificamente ao sul, dedicando a maior parte desse tempo testando as capacidades operacionais do veículo no tráfego regular de passageiros. O ônibus movido a hidrogênio usa um conjunto de células a combustível capaz de gerar 70kW de energia. O hidrogênio fornecido às células a combustível é convertido em eletricidade, que, por sua vez, alimenta diretamente a linha de transmissão do ônibus, que consiste em um eixo com motores elétricos. (Green Car Congress – 23.10.2020)

<topo>

5 Cidade escocesa terá maior frota de caminhões de lixo a hidrogênio

A cidade escocesa Glasgow introduzirá em seu sistema 19 caminhões de lixo elétricos movidos a células a combustível de hidrogênio, após o recebimento de 6,3 milhões de euros (R$ 41,89 milhões) do governo do Reino Unido. O valor recebido, devido ao financiamento do Hydrogen for Transport Program (Programa de Hidrogênio para Transporte, em tradução livre), torna a cidade a detentora da “maior frota mundial de veículos do tipo”, de acordo com a ministra dos Transportes Rachel Maclean. Como parte de uma estratégia mais ampla de apoio ao crescimento da infraestrutura, está prevista, também, a criação de uma nova estação de reabastecimento do recurso. O “Reino Unido está na vanguarda da tecnologia de transporte verde”, ela completou. (Tecmundo – 23.10.2020)

<topo>

6 HHI, Hyundai Glovis, Liberian Registry e KR desenvolvem transportador de hidrogênio liquefeito

O Grupo Hyundai Heavy Industries (HHI), Hyundai Glovis, a Liberian Registry da Coreia e seus parceiros desenvolveram com sucesso o primeiro transportador de hidrogênio liquefeito de grande porte e comercialmente viável do mundo. O projeto do navio traz o primeiro transportador de hidrogênio liquefeito de grande porte do mundo. O projeto é caracterizado pelo uso de um tanque duplo-estruturado isolado a vácuo para melhorar o isolamento do hidrogênio gerado durante a operação. Para transportar uma grande quantidade de hidrogênio por navio, é essencial um processo de liquefação que reduza o volume para 1/800 e aumenta a estabilidade. Manter hidrogênio liquefeito precisa de tecnologia criogênica avançada para preservá-lo de forma estável. (Green Car Congress – 23.10.2020)

<topo>

7 Snam estudará hidrogênio para ferrovias na Itália

A operadora italiana de infraestrutura de gás Snam e o gerente estatal da rede ferroviária FS Italiane irão investigar a viabilidade técnica e econômica do hidrogênio para o transporte ferroviário na Itália. Caso os primeiros projetos obtenham sucesso, toda a infraestrutura nacional poderá passar por mudanças. As empresas assinaram um Memorando de Entendimento para colaboração em um projeto de mobilidade sustentável e também criação de um grupo para verificar possíveis projetos-piloto envolvendo a substituição de combustíveis fósseis por hidrogênio. (Kallanish Energy – 23.10.2020)

<topo>

8 Projeto de construção de navio de carga movido a hidrogênio verde

Um projeto inovador de concepção e construção de um novo navio ro-ro de demonstração movido a hidrogênio verde foi impulsionado ao ser apoiado pelo governo norueguês com € 8 milhões, que pretende focar no desenvolvimento e comercialização de hidrogênio como um combustível neutro em carbono. Depois de concluído, o navio será operado pelo grupo da indústria marítima norueguesa Wilhelmsen e distribuirá hidrogênio verde líquido para centros de hidrogênio ao longo da costa norueguesa. Nos navios ro-ro (Roll on Roll off) a carga entra e sai da embarcação pelos próprios meios, costumeiramente sobre rodas. O navio foi previsto para estar operacional em 2024, visando reduzir o desenvolvimento e os custos operacionais de uma mudança mais ampla para o hidrogênio verde líquido para propulsão de navios em toda a Europa. (H2 View – 22.10.2020)

<topo>

9 Puma adiciona mais cinco carros de hidrogênio à sua frota

Apenas três meses após receber o seu primeiro carro movido a hidrogênio, a PUMA em Herzogenaurach expandiu sua frota, adicionando outros cinco veículos Hyundai Nexo. Aliado com a descarbonização, a PUMA pretende reduzir 35% de CO2 até 2030 e já vinha adquirindo carros elétricos a baterias, como o Tesla Model 3 e o Hyundai Kona. Para isso acontecer, investimentos estão sendo botando em prática e mudar a frota de carros faz parte dessa estratégia. (Fuel Cell Works – 25.10.2020)

<topo>

 

 

Eventos

1 1º Fórum Brasileiro de Engenharia de Energia discute produção de hidrogênio a partir do biogás

O 1º Fórum Brasileiro de Engenharia de Energia (FOBEEN) aconteceu entre os dias 26 e 28, através do canal do YouTube da União Nacional dos Estudantes de Engenharia de Energia (UNEEE). O evento discutiu vários temas como a formação do engenheiro até a transição energética. No terceiro dia de evento, o prof. Dr. Helton José Alves fez uma participação na palestra sobre Bioenergia, destacando o importante papel do hidrogênio, que pode ser produzido a partir do biogás.

<topo>

 

 

Artigos e Estudos

1 Hidrogênio é a chave para evitar apagões na Califórnia

O deputado Bill Quirk, PhD em astrofísica e único cientista no Legislativo da Califórnia, publicou um artigo de opinião falando sobre a importância do hidrogênio para os apagões que ocorreram na Califórnia. Existe a necessidade de aproveitar melhor os recursos renováveis, ou seja, armazenar energia em horários de pico de produção solar e eólica para criar recursos renováveis que sempre podem ser aproveitados. Segundo ele, existem muitas maneiras de armazenar energia suficiente e a Califórnia deve empregar todas. As baterias podem fornecer armazenamento abundante de curto prazo, outra opção é o armazenamento hidrelétrico bombeado. O terceiro meio é a produção e o armazenamento de hidrogênio, capaz de produzir armazenamento de longo prazo em grande quantidade. (The Mercury News – 21.10.2020)

<topo>

2 Novas perspectivas para o mercado de hidrogênio

Artigo publicado por pesquisadores do GESEL faz uma análise das perspectivas do mercado de hidrogênio com a aprovação do PL nº 6.407/2013, a Lei do Gás. Vários países europeus como: Alemanha, Itália, França, Reino Unido tem estudado a viabilidade de aproveitar a infraestrutura de gás natural para o transporte e armazenamento de hidrogênio. Os Estados Unidos e Austrália têm estudado a injeção de hidrogênio misturado ao gás natural nos gasodutos. Com a quebra do monopólio do mercado de gás e o uso não discriminatório dos gasodutos abre portas para o Brasil, permitindo estímulos para o mercado de hidrogênio da produção a distribuição, bem como redução dos custos do produto final. A Lei do Gás possibilita adaptar parte da infraestrutura de transporte do gás natural já existente para acomodar o hidrogênio verde. (GESEL – IE – UFRJ – outubro 2020)

<topo>

3 Novo fotoanodo promete alta eficiência na conversão de energia solar em hidrogênio

A produção de hidrogênio fotoeletroquímico (PEC) pode converter direta e efetivamente a energia solar em hidrogênio, de forma limpa e sustentável. No entanto, tomando um fotoanodo da célula como exemplo, o potencial de início (Vonset) da corrente fotoanódica é muito positivo, o que não contribui para a melhoria da eficiência de conversão de energia e, portanto, dificulta a aplicação prática da produção de hidrogênio fotoeletroquímico. No artigo apresentado a ACS Materials Letters, um novo fotoanado composto por nanofios de CdSeTe e CdS, apresentou baixo potencial de início e alta eficiência de conversão solar, conseguida a partir de uma modulação de bandas de energia, ajustando a razão molar dos dois semicondutores. (ACS Publications – 22.10.2020)

<topo>


Equipe de Pesquisa UFRJ
Editor: Prof. Nivalde J. de Castro (nivalde@ufrj.br)
Subeditores: Diogo Salles, Fabiano Lacombe e Sayonara Andrade Elizário
Pesquisadores: Allyson Thomas e Kalyne Silva Brito 
Assistente de pesquisa: Sérgio Silva

As notícias divulgadas no IFE não refletem necessariamente os pontos da UFRJ. As informações que apresentam como fonte UFRJ são de responsabilidade da equipe de pesquisa sobre o Setor Elétrico, vinculada ao NUCA do Instituto de Economia da UFRJ.

Para contato: ifes@race.nuca.ie.ufrj.br

POLÍTICA DE PRIVACIDADE E SIGILO
Respeitamos sua privacidade. Caso você não deseje mais receber nossos e-mails,  Clique aqui e envie-nos uma mensagem solicitando o descadastrado do seu e-mail de nosso mailing.


Copyright UFRJ

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 



 

 

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: